Notícias | 5 de Julho de 2021 - 17:58


Você já foi transformado em Israel?

O Bispo Júlio Freitas explica o que é necessário para que isso aconteça

Após passar o pai e o irmão para trás, Jacó fugiu para não ser morto por Esaú. Contudo, anos depois, quando ele já havia constituído família, conquistado riquezas e servos, Deus mandou que ele retornasse a Canaã, mesmo sob o risco de ser morto pelo irmão.

Por que Deus fez isso?

O Bispo Júlio Freitas explica que Deus fez isso para um propósito: transformá-lo em um novo homem. Pois, até então, a transformação havia sido apenas externamente. Mas, para que a transformação acontecesse no seu interior ele precisava confrontar os seus medos e ficar a sós para lutar com Deus.

“Jacó estava casado, tinha 11 filhos, tinha servos, tinha muitos animais, muito gado, muito ouro, muita prata, mas ele era o mesmo homem. E somente a transformação de Criatura para filho, é que então o proporcionaria ser um novo homem, e só o Espírito Santo pode fazer isso. Deus mudou o nome de Jacó, isso significa que a mudança tem que acontecer no interior, no caráter e, consequentemente, no exterior de todos que foram batizados com o Espírito Santo.”, destaca o Bispo.

Fé para ser transformado

O Bispo Júlio esclarece ainda que somente um novo Jacó transformado em Israel, príncipe, filho do Rei, seria visto por Esaú com outros olhos. Além disso, o mal e os maus não podem tocar naqueles que foram transformados pelo Espírito de Deus.

Por isso, não é coerente alguém que diz ter o Espírito Santo não ver essa transformação no seu caráter e na sua vida. Mas, infelizmente, temos visto muitas pessoas que se intitulam de Deus perderem o que conquistaram para os filhos das trevas.

De acordo com o Bispo Júlio, isso acontece porque faltou fé para ser transformada, pois somente a transformação estabelece as conquistas. Do contrário, tudo que a pessoa conquistar irá perder, inclusive, o mais importante, a Salvação.

Esvaziar-se e ficar na dependência de Deus

“Só se dá nome ao que é nosso. Os pais dão nomes aos filhos. Até a um animal de estimação você dá nome.  Por isso, Deus só pôde dar nome a Jacó quando ele passou a ser dEle. E para ser de Deus ele teve que se desapegar de pessoas e de coisas, e teve que confrontar o medo de ficar só”, esclarece.

Outro ponto importante é o fato de Deus ter esperado Jacó chegar ao Vau de Jaboque para se revelar a ele e transformá-lo. A razão está no significado do nome daquele lugar, que em hebraico quer dizer “esvaziar-se”.

Ou seja, esvaziar-se exige coragem, luta, força, definição. E somente quando isso acontece é que aprendemos a ficar totalmente dependentes de Deus. Por isso, Deus esperou que ele chegasse nesse lugar e se esvaziasse de si mesmo, desapegasse de pessoas, abrisse mão das coisas que havia conquistado, para que então pudesse ser transformado.

Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu. Gênesis 32:24

“Então, eu chego à conclusão que os que fogem dos problemas, são os mesmos que se escondem da fé, de Deus e das pessoas. São os que desistem dos sonhos e não querem sacrificar”, conclui o Bispo.

Assista a mensagem na íntegra:

 


  • Jeane Vidal / Foto: Reprodução