Rede aleluia
Você está atenta ao que acontece ao seu redor?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 11 de outubro de 2020 - 00:05


Você está atenta ao que acontece ao seu redor?

Muitas mulheres têm ficado dispersas em relação aos sinais e sintomas de algum problema que surge em seu caminho

Você está atenta ao que acontece ao seu redor?

Imersas em uma rotina estrategicamente definida, muitas mulheres passam pelos dias como se estivessem programadas; pela manhã, vão ao trabalho, realizam suas tarefas e aproveitam a hora do almoço para ver o movimento nas redes sociais. Mais à tarde, voltam para casa, colocam as coisas no lugar, as roupas para lavar, veem o que o filho está fazendo, trocam algumas palavras com o marido, fazem uma oração e vão dormir. No dia seguinte, tudo se repete.

Apesar de as tarefas serem as mesmas, elas já não são. À sua volta, o mundo se movimenta e da mesma forma as pessoas também vão mudando. As mudanças não acontecem de uma hora para outra, mas aos poucos. Esses detalhes são praticamente imperceptíveis para quem está preocupada demais em realizar tarefas, em vez de estar verdadeiramente presente.

Estar presente tem sido um dos maiores desafios do mundo moderno, que é cheio de tecnologia e entretenimento. Estar fisicamente em um lugar não significa que a sua atenção esteja ali. Aliás, hoje, a atenção das pessoas é o ativo mais valioso para os mais variados tipos de negócios. E é por meio dessa distração que muitas mulheres são pegas de surpresa quando descobrem que o casamento acabou, que já não reconhecem mais os filhos ou que perderam os amigos. Aquilo que parece que ocorreu de uma hora para outra, na verdade, já vinha acontecendo há tempos.

“Nenhum casamento acaba no dia que se pediu o divórcio, mas quando, pouco a pouco, o outro foi se afastando. Nenhum amigo deixa de ser amigo de uma hora para outra, mas quando, lentamente, se perdeu o interesse de estar juntos, conversar ou se deixou de ter saudades”, explicou a colunista Núbia Siqueira, em uma postagem em sua rede social.

Segundo ela, é preciso se dedicar a conhecer o outro. “Todo relacionamento precisa de muita atenção e quem não reserva tempo para observar os sinais não percebe que as pessoas mudam ao longo dos anos. Quem pensa que já conhece tudo do filho, do cônjuge ou do amigo e dispensa o olhar atento que as palavras, os gestos, a ausência, a impaciência e muitos outros sintomas dão, corre o risco de ‘perder o bonde’ nesse relacionamento”, afirmou.

Perceber os sinais requer sensibilidade de olhar o outro e notar as mudanças sutis que acontecem ao longo do tempo. Assim como uma doença que é descoberta logo no início pode ser tratada mais facilmente, quando um problema é notado logo no princípio, são grandes as chances de que seja eliminado e evitados maiores danos.

Na prática, ser presente na vida de uma pessoa significa estar atenta. Por exemplo, às novas amizades do filho ao perceber que ele começou a chegar mais tarde em casa, ao notar a preocupação do marido ou o sumiço daquela amiga que é sempre tão prestativa. Treine o seu olhar para enxergar o que acontece ao seu redor e busque estar pronta para agir, seja fazendo uma ligação, um gesto ou propondo uma conversa. A atenção também é reconhecida como carinho.


Você está atenta ao que acontece ao seu redor?
  • Cinthia Cardoso / Foto: Getty images 


reportar erro