Rede aleluia

Notícias | 3 de dezembro de 2019 - 12:09


UNP realiza torneio esportivo para reeducandos no Pará

Foi a primeira vez que um campeonato para custodiados aconteceu do lado de fora da unidade prisional. Saiba mais

Com a finalidade de promover a ressocialização por meio do lazer, no último sábado, dia 30 de novembro, em parceria com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), o grupo Universal nos Presídios (UNP) Pará realizou o Esporte Libertador.

Trata-se de um Torneio de Futebol que teve por objetivo levar a prática e consciência esportiva aos custodiados no Centro de Progressão Penitenciária de Belém (CPPB).

Dessa vez, de uma forma inovadora, 80 internos que cumprem regime semiaberto, puderam participar, pela primeira vez, de um campeonato do lado de fora dos muros do presídio. O evento foi organizado pelo grupo UNP em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP), do Estado do Pará.

O local escolhido para sediar o evento foi o Espaço Esportivo Cultural Cabano Maestro Altino Pimenta, localizado em Belém. Na oportunidade, foram utilizados dois ônibus para transporte dos presos. Estes foram escoltados pelos agentes penitenciários do CPPB.

Um dia especial

Os familiares dos reeducandos também estiveram presentes e puderam participar. Foi um dia para ficar marcado na memória. Antes de a bola rolar, foi oferecido a todos um café da manhã especial.

De acordo com informações do Pastor Henrique Pires, responsável pela UNP no Estado do Pará, o sucesso da organização do evento contou com a participação de mais de 300 voluntários da UNP. Cada um deles contribuiu levando em troca da sua entrada, um item de material escolar.

Segundo ele, esta arrecadação irá proporcionar que seja feita a doação para crianças de uma comunidade carente, onde, inclusive, residem muitos familiares de presos. Nesse dia, ainda houve um jogo especial entre Pastores da UNP x Presos do CPPB e a vitória foi dos Pastores por 5 a 4.

Vitória para a vida

“Esse tipo de atividade ajuda a atrair aquele preso que, normalmente, tem um pouco de resistência à Palavra de Deus. Quando aliada a práticas esportivas, a barreira é quebrada. Nesse momento, mostram-se mais receptivos a ouvir. Então, destacamos que por meio da fé eles poderão alcançar a vitória em todos os setores da vida”, concluiu o Pastor Henrique.

Ao final, houve muitos atendimentos espirituais e o momento de oração pela vida de todos os presentes. Os campeões ainda receberam como prêmio medalhas, troféus e uma cesta básica para cada um.


  • Cesar Gonçalves / Fotos: Cedidas 


reportar erro