Rede aleluia
Tatuagens podem causar câncer, revela estudo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 2 de Agosto de 2016 - 03:03


Tatuagens podem causar câncer, revela estudo

Vale a pena se tatuar nessas circunstâncias?

Tatuagens podem causar câncer, revela estudo

Estudo divulgado pela Agência Europeia de Produtos Químicos (ECHA) revelou que substâncias tóxicas presentes nas tintas utilizadas em tatuagens podem provocar câncer, além de reações alérgicas.

Em seu site, a ECHA publicou: “As preocupações mais graves são sobre as alergias causadas por substâncias nas tintas e possíveis efeitos tóxicos cancerígenos, mutagênicos ou reprodutivos”.

A informação reforça recente pesquisa sobre as tatuagens que brilham no escuro. Moda entre os jovens, ela é feita com tinta ultravioleta, mas não é segura. Ao site Stylee.Mic, o cirurgião dermatológico Joel Schlessinger afirmou: “Muitas tintas que brilham no escuro contêm fósforo, um elemento perigoso que pode ser incrivelmente tóxico para os humanos, dependendo de onde ele é derivado”. E foi além: “há riscos envolvidos em qualquer tatuagem, independentemente da tinta ou do método usados”.

O tempo apaga… a vontade

Tatuagens são fixadas na pele por meio de feridas realizadas pelas agulhas. Evidentemente, esse processo acarreta riscos que vão desde pequenas reações alérgicas até cânceres, como divulgou a ECHA. Entretanto, a procura por esse tipo de marca segue alta em quase todos os países do mundo. Por quê?

As tatuagens são feitas para homenagear pessoas, times, personagens de ficção, etc. Por exemplo: na última década o número de tatuagens de super-heróis da Marvel cresceu consideravelmente. Hoje em dia é fácil ver por aí Homens de Ferro e Hulks. Isso porque esses personagens tornaram-se moda, aumentando o número de produtos vendidos, inclusive tatuagens.

Contudo, modas passam. Basta olhar a Mulher Maravilha: há algumas décadas era um dos personagens mais rentáveis, estrelando quadrinhos, filmes e desenhos animados. Nos últimos tempos, porém, pouco se falou dela. Quantas pessoas marcaram o corpo em sua homenagem?

“Os modismos passam, a cabeça muda, as pessoas amadas se vão, o desenho que você hoje acha lindo amanhã achará cafonérrimo; o bíceps hoje inflado para sobressaltar uma tatuagem amanhã estará murcho e o desenho quase lá na axila”, reforça Núbia Siqueira, numa publicação do blog do bispo Edir Macedo.

Conforme ela explica, tatuagem é uma maneira de marcar o corpo para sempre com um pensamento de hoje. Caso amanhã a pessoa mude de ideias, o arrependimento surgirá.

Tudo é lícito, mas nem tudo convém

Sobre esse assunto, o bispo Domingos Siqueira questiona: “Qual a motivação que você tem de fazer uma tatuagem, um símbolo no seu corpo? Por acaso é algo que você quer preencher?”.

Ele ressalta a seguinte passagem bíblica: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma”. 1 Coríntios 6.12

“Você tem que tomar muito cuidado para que você não venha permitir que o modismo venha tomar lugar no seu coração”, explica o bispo. “Nós não podemos nos trancar dentro de um quarto e simplesmente não ver o que acontece a nossa volta. Se você liga a TV você vai ver coisas boas e coisas ruins. Se você abre a porta da sua casa e vai na rua, você vai ver o que é bom e o que é ruim. Mas, embora nós vivamos nesse mundo, nós temos que saber o que devemos reter e o que devemos lançar fora”.

É válido colocar sua saúde em risco para seguir uma moda?

“Tome cuidado para que os modismos não tomem conta do seu entendimento, do seu coração. Tudo é lícito, mas nem tudo me convém. Como a apóstolo Paulo dizia… Não se deixe dominar. Tem coisas que não são pecaminosas, mas não convêm”, conclui o bispo.

Assista ao vídeo em que o bispo Domingos fala sobre o tema clicando aqui. Depois, compartilhe essa notícia em suas redes sociais.


Tatuagens podem causar câncer, revela estudo
  • Por Andre Batista / Imagem: Fotolia 


reportar erro