Rede aleluia
Sete em cada dez indústrias relatam queda de faturamento na pandemia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 15 de maio de 2020 - 15:29


Sete em cada dez indústrias relatam queda de faturamento na pandemia

A inadimplência e o cancelamento de pedidos também apareceram entre os principais impactos

Sete em cada dez indústrias relatam queda de faturamento na pandemia

Sete em cada dez empresas industriais citam a queda no faturamento como um dos cinco principais impactos da pandemia de COVID-19, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (14) pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). A inadimplência e o cancelamento de pedidos também apareceram entre os principais impactos.

A Sondagem Especial: Impacto da COVID-19 na Indústria ouviu 1.740 empresas, sendo 718 pequeno porte, 578 médio porte e 444 de grande porte, entre os dias 1 e 14 de abril. Foi pedido aos empresários que apontassem os cinco principais impactos da pandemia. O resultado foi:

– Queda no faturamento, apontada por 70% das empresas
– Queda da produção ou das atividades de construção e/ou relacionadas à construção – 53% das empresas
– Inadimplência dos clientes – 45% das empresas
– Cancelamento de pedidos/ encomendas – 44% das empresas
– Paralisação da produção ou das atividades de construção e/ou relacionadas à construção – 34% das empresas

Setor já estava debilitado

Outros dados apontam que 59% dos empresários estão com dificuldades para cumprir com os pagamentos correntes e 55% relataram que o acesso ao capital de giro ficou mais difícil. Entre as medidas tomadas em relação à mão de obra, 15% das empresas demitiram.

“A pesquisa sinaliza como a indústria estará no pós-pandemia. Nós já imaginávamos que o setor industrial sofreria bastante, pois já estava debilitado e iniciando sua recuperação, quando fomos pegos de surpresa por essa crise. Apesar disso, há um grande esforço para se manter os empregos, o que é muito importante, principalmente diante dessa nova realidade”, diz o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi.

No total, 91% das indústrias brasileiras relataram impactos negativos até abril. Apenas 6% dos empresários responderam que a empresa não foi impactada e para outros 3% o impacto foi positivo. Entre os mais afetados, 26% dos empresários avaliam que o efeito da pandemia foi muito negativo, apontando três de intensidade em uma escala de 1 a 3.

Na sondagem, foram consideradas empresas industriais as empresas da indústria extrativa, de transformação e da construção.

Queda na produção

Entre as empresas industriais consultadas, 76% reduziram ou mesmo paralisaram a produção. Outras 45%, apesar de continuarem em operação, registraram queda ou queda intensa na produção. Apenas 4% dos empresários relataram aumento ou aumento intenso da produção.

Os setores que mais reportaram queda intensa da demanda foram os de vestuário (82%); calçados (79%); móveis (76%); impressão e reprodução (65%); e têxteis (60%).


Sete em cada dez indústrias relatam queda de faturamento na pandemia
  • Do R7 / Foto: Getty Images 


reportar erro