Rede aleluia

Notícias | 6 de maio de 2018 - 03:05


Quando a fé supera a gravidade de um acidente

Uma colisão de trânsito deixou Rodolfo Bispo com fraturas expostas, mas a luta de um familiar foi determinante para sua recuperação

Na manhã de 15 de maio de 2017, o empresário Gilmar de Oliveira, de 43 anos, acordou com a ligação de um policial. Do outro lado da linha, o profissional avisava que Rodolfo Bispo, de 23 anos, tinha se acidentado. Rodolfo, que é sobrinho de Gilmar, passou a noite bebendo e usando drogas. Depois saiu de moto, dirigindo a uma velocidade de 130 km/h. Ele bateu o retrovisor do seu veículo em um ônibus, perdeu o controle e teve o corpo projetado contra um poste.

Os pais de Rodolfo não eram mais vivos e o tio era a única pessoa a quem o jovem sempre recorria. Por isso, Gilmar foi informado quanto ao acidente. “O policial me relatou que nunca tinha visto um acidente daquele tipo em seus 15 anos de profissão. Ele disse que não sabia como o meu sobrinho ainda respirava, pois, pela gravidade, o risco de morte era imediato”, conta.

Ao chegar ao hospital, Gilmar encontrou o sobrinho entre a vida e a morte. Os médicos aguardavam Gilmar para que assinasse os documentos de liberação para a cirurgia. Rodolfo teve traumatismo craniano e fraturas expostas por todo o corpo. “Ele quebrou o braço, a perna e teve várias lesões pelo corpo”, relembra o tio.

Após a cirurgia, Rodolfo foi encaminhado, em coma, para a Unidade de Terapia Intensiva. “Os médicos disseram que ele só acordaria do coma após seis meses e que ficaria com sérias sequelas psicológicas”, lembra. Os familiares não acreditavam na recuperação do jovem. Mesmo quando ninguém tinha fé de que um milagre ocorreria, Gilmar não deixou de crer. Ele perseverou para alcançar a cura do sobrinho.

Gilmar lembrou da transformação de vida que Deus fez em sua vida e acreditou no impossível. Ele teve muitos problemas no casamento e na vida financeira e, por meio da sua esposa, conheceu o trabalho da Universal e pôde mudar a própria história.

Após 45 dias em coma, Rodolfo acordou. Ele se recordava de tudo, inclusive das pessoas que foram visitá-lo no hospital. “Os médicos se surpreenderam e acharam que ele saiu do coma muito rápido, considerando o estado grave em que ele deu entrada na emergência”, diz Gilmar.

“As coisas pareciam estar progredindo, mas ele começou a rejeitar o material que foi colocado em sua perna por meio da cirurgia. Para piorar, contraiu uma bactéria nessa mesma perna”, conta Gilmar.

Os médicos foram unânimes e disseram que a saída era amputar a perna de Rodolfo. Gilmar não aceitou que isso acontecesse e proibiu os especialistas de fazerem qualquer procedimento sem o consentimento da família.

Enquanto isso, Gilmar e a esposa se alternavam nos cuidados com o sobrinho. Os dois também participavam das Reuniões de Cura na Universal. Com a determinação do tio em propósitos e orações e da manifestação da fé com o uso da água do milagre, Rodolfo começou a progredir. A infecção na perna cessou e as feridas começaram a cicatrizar.

Ele recebeu alta após 98 dias de internação e contrariou as expectativas dos médicos. Por meio da fé do tio, Rodolfo pôde testemunhar a manifestação da ação de Deus em sua vida.

Ninguém acreditava na sobrevivência do jovem, muito menos na sua rápida recuperação. Hoje, após quase um ano do acidente, ele está andando e tem uma vida independente e sem sequelas. Rodolfo aprendeu com o tio o caminho da fé e agora o acompanha na Universal. Eles são gratos pelos milagres que Deus fez na vida dos dois.

Reunião da Saúde restaurada

Direcionada a quem sofre com uma doença, dores ou problemas de saúde persistentes. Todas as terças-feiras, no Templo de Salomão ou em uma Universal mais próxima de você. Para saber os horários, acesse universal.org/enderecos

* A Universal ensina a prática da fé espiritual associada ao tratamento médico recomendado a cada paciente


  • Por Michele Francisco/ Foto: Mídia FJU e Arquivo Pessoal  


reportar erro