Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de junho de 2019 - 20:04


Problemas de locomoção e memória colocam pessoas da terceira idade em risco

Palestras ensinam filhos e netos a ajudar nos cuidados dos idosos da família. Em maio, 60 mil assistiram às aulas em todo o Brasil.

O programa social Calebe promoveu no mês de maio, a campanha “Mãe Calebe – Faz bem todo dia”. O objetivo da ação foi oferecer às mulheres da terceira idade, gratuitamente, palestras e serviços na área da saúde, beleza e lazer, durante todo o mês em que se comemora o Dia das Mães. Cerca de 60 mil pessoas foram beneficiadas.

Profissionais como neurologistas, psicólogos, nutricionistas e geriátricas, ministraram as palestras com o intuito de ensinar as mulheres idosas a detectarem problemas de saúde que surgem nessa fase da vida.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida é de 80 anos para mulheres e de 73 anos para homens. No Brasil, cerca de 56% dos idosos são mulheres.

Segundo o neurocientista Igor Duarte existe um segredo para obter saúde na terceira idade. “Envelhecer não é doença, o segredo está na prevenção. Por isso, as mulheres acabam vivendo mais que os homens, pois vão ao médico frequentemente, o que faz que muitas doenças sejam evitadas”, explicou Igor.

Ele ainda ressaltou sobre a importância dos filhos e netos terem um olhar mais atento ao idoso da família. “Eles precisam de supervisão. Com a idade avançada, problemas de locomoção e de memória costumam aparecer, e isso pode colocar a integridade física deles em risco”, concluiu o neurocientista.

Filhos, cônjuges e familiares das “mães Calebe” também foram convidados a participar dos 3.171 eventos promovidos em todo o Brasil. Eles puderam se beneficiar dos serviços oferecidos, como aferição de pressão, teste de glicemia, massoterapia, exame oftalmológico entre outros.

O Calebe tem como objetivo proporcionar mais qualidade de vida à terceira idade, por intermédio de interação social, cursos, passeios e atividades físicas. Só em 2018, cerca de 1,8 milhões de idosos foram beneficiados no país.


  • Unicom 


reportar erro