Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 12 de dezembro de 2019 - 00:00


Pensando em fazer uma tatuagem? Então, leia esta mensagem

Tatuar o corpo pode gerar graves consequências. Entenda melhor

Fazer uma tatuagem é algo que, literalmente, ficará marcado para sempre. Eternizar um momento, um amor, a admiração por algum artista ou uma simples frase, para muitos, não passa de uma atitude qualquer, que não precisa ser pensada por muito tempo.

Não é difícil encontrar quem possua uma, duas ou dez tatuagens. Quanto mais desenhos são feitos, mais aumenta a vontade de cobrir o corpo. Todavia, se submeter a esse tipo de procedimento traz consigo alguns perigos.

As tatuagens podem causar reações alérgicas e até infecções. Quem desejar, por exemplo, fazer doações de sangue ou plasma pode ser impedido, em decorrência de sua tatuagem.

Elas ainda podem provocar queloides, que são causadas por fatores genéticos, e formarem cicatrizes enormes na pele. Além disso, a tatuagem também pode causar infecções na corrente sanguínea.

Recentemente, um estudo feito por pesquisadores da Alemanha, França e Bélgica, constatou que agulhas de tatuagens, quando em contato com a tinta de cor branca, podem liberar metais pesados na corrente sanguínea.

O estudo apontou que essa cor de tinta possui uma substância chamada dióxido de titânio, que descasca os metais da agulha e, consequentemente, abre portas para que os metais sejam liberados no organismo.

“Eles, geralmente, vão para a corrente sanguínea ou para os gânglios e tendem a acumular, principalmente, no sistema linfático, porque o gânglio não permite que essas substâncias -sejam metais ou bactérias -, tentem passar para o sangue”, disse o médico toxicológico Antonhy Wong, em entrevista ao programa Domingo Espetacular, exibido recentemente pela Record TV.

Assista à reportagem completa no vídeo abaixo:

Além dos problemas de saúde, as tatuagens podem, ainda, ser motivo de arrependimento. A atriz americana Megan Fox, por exemplo, afirmou ter se arrependido de tatuar Marilyn Monroe em seu braço. Para remover a tatuagem indesejada, Megan fez sessões a laser, mas que não foram suficientes para remover o desenho totalmente.

Longe dos holofotes dos famosos, o jovem Lucas Gabriel Gomes da Silva, de 25 anos, morador de São Paulo, possui oito tatuagens. A primeira ele fez quando tinha apenas 16 anos e não conseguiu mais parar.

“A tatuagem, tendo ou não um significado, causa uma dependência. Não me sentia satisfeito em ter apenas uma na perna. Então, com o passar do tempo, as demais foram em locais mais visíveis”, contou Lucas.

Arrependimento

Lucas, no entanto, garante se arrepender de ter marcado sua pele. Por cinco anos, o jovem também conta que viveu na criminalidade, época em que decidiu, também, fazer uma tatuagem que representasse este momento da vida. Além disso, o jovem ainda carrega em seu corpo o nome de uma ex-namorada.

“Tenho um coringa na mão, que no crime significa que a pessoa é um ‘matador de policial’, e o nome de uma ex-namorada. Foi uma atitude inconsequente e que me fez sentir (literalmente) na pele o peso do arrependimento”, destacou Lucas.

Todavia, embora tenha se arrependido de suas tatuagens, hoje, está bem resolvido com elas.

“O difícil de ter tatuagem é que elas sempre influenciam na imagem que você quer passar para o mundo, mesmo que elas não te representem mais. Eu fiz as tatuagens quando era imaturo, mas quando veio a fase de ter de trabalhar, fui bloqueado de muitas coisas por causa delas”, ponderou Lucas, que ainda deixa uma dica para quem está pensando em se tatuar.

“Na vida, temos muitas fases de amadurecimento e, no meu ponto de vista, a tatuagem é feita em uma fase que falta essa maturidade. Por isso, pense bem no seu futuro antes de resolver se tatuar”, aconselhou Lucas.

Decisão definitiva

Uma tatuagem é uma decisão definitiva e que deve ser pensada com muita cautela. Ter a iniciativa de marcar o corpo apenas para expressar o que sente por algo ou alguém pode, sim, ser motivo de frustrações e arrependimentos no futuro.

O ser humano passa por constantes mudanças e evoluções ao longo dos anos. Uma tatuagem que lhe representa, hoje, pode não fazer mais sentido em cinco ou dez anos. Um namorado que hoje é o “amor de sua vida” pode não significar mais nada em alguns meses e você terá de conviver com seu nome estampado em sua pele.

Um cantor, que arrecada milhões com seus fãs, talvez se envolva em um escândalo que manche sua reputação e você terá de lidar com o desenho dele em seu corpo.

Antes de decidir cobrir sua pele, pense se, realmente, vale a pena gastar tempo e dinheiro -e ainda sentir dor-, para expressar em sua pele o que você sente no momento.

Por fim, tenha consciência de que fazer uma tatuagem é uma decisão que pode acarretar muitas consequências e tê-la em sua pele pode lhe prejudicar consideravelmente.


  • Rafaela Dias /Fotos: Getty Images 


reportar erro