Rede aleluia
O que é ser um revoltado na fé?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de maio de 2020 - 13:30


O que é ser um revoltado na fé?

Há pessoas que confundem o desejo de vingança ou a rebeldia, por exemplo, com "ter fé"

O que é ser um revoltado na fé?

Há pessoas que diante dos problemas – sobretudo, no cenário desafiador atual causado pela pandemia do novo coronavírus -, rebelam-se contra Deus, colocando sobre Ele a culpa de seus problemas. Outras, ainda, não são gratas pelo pão de cada dia e, assim, cultivam uma constante infelicidade em suas vidas.

Entretanto, é necessário compreender que a fé inteligente nos faz, sim, sermos revoltados, mas, contra os problemas. Em outras palavras, “revolta na fé” não é ter raiva ou desejo de vingança contra Deus ou alguém. Mas, é não aceitar a situação de caos provocada pelas circunstâncias.

Exemplo de revolta na fé

É possível notar este tipo de revolta, por exemplo, quando o apóstolo Paulo esteve evangelizando em Atenas, como a Bíblia narra.

“E, enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se comovia em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria.” Atos 17:16

Ou seja, Paulo não estava revoltado contra as pessoas daquela cidade. A revolta dele era contra a idolatria, que separava as pessoas de Deus.

Sobre o assunto, o Bispo Renato Cardoso, durante a vigília do Espírito Santo, nesta quarta-feira, 20 de maio, no Templo de Salomão, em São Paulo, pontuou que Paulo se espantou ao chegar na Grécia e encontrar tanta idolatria.

“Ele ficou revoltado com a idolatria que era dominante no local. Naquele período, a Grécia era o auge do conhecimento, era uma sociedade extremamente avançada para aquela época. Era um povo culto, mas com respeito ao espiritual, era extremamente ignorado”, enfatizou o Bispo.

Todavia, Paulo não se intimidou. Mesmo diante de um povo idólatra, ele falou de Jesus àquelas pessoas e conseguiu converter alguns ao Cristianismo.

“Se Paulo fosse uma pessoa tímida, ele iria continuar se preocupando com a sua vida. Olharia a situação, sentiria pena, mas continuaria focando em seu propósito. Mas o espírito revoltado de Paulo o incomodou. Ele não aceitou conhecer o Deus vivo e deixar aquele povo sem a oportunidade de ouvir a Verdade”, ressaltou o Bispo.

Ele ainda pontuou que os revoltados possuem uma característica em comum. “Eles não conseguem se conter diante da injustiça, do erro e do que não está certo com respeito à Palavra de Deus. Eles não se conformam com uma situação dessas ao seu redor”, completou.

Leia também: Por que Deus busca os revoltados?

Use a revolta do jeito certo

Por isso, as pessoas não podem se fazer de vítimas diante dos problemas, jogando a culpa sobre alguém ou alimentando mágoas, por exemplo. Ou, ainda, desejando fazer justiça com as próprias mãos, porque isso é vingança.

Portanto, saiba como usar a fé inteligente, a qual pode lhe ajudar a vencer os problemas do jeito correto. Para aprender mais sobre o tema, participe, com reverência, dos cultos online que são transmitidos ao vivo, pela TV UniversalUniver VídeoRede Aleluia de rádio, pelos canais de televisão 21, CNT e Rede Família, além das redes sociais da Igreja (FacebookYoutube).

Domingo: 7h, 9h30, 15h e 18h.

Segunda-feira: 7h, 10h, 15h, 18h30 e 22h.

Terça a sexta-feira: 10h, 15h e 20h.

Sábado: 7h, 10h, 18h e 19h.


O que é ser um revoltado na fé?
  • Da Redação / Foto: Getty Images 


reportar erro