Rede aleluia
O Jejum de Daniel e os frutos do Espírito Santo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de Fevereiro de 2018 - 02:05


O Jejum de Daniel e os frutos do Espírito Santo

Amor, alegria e paz são alguns dos noves frutos do Espírito Santo que mudam e transformam o interior daqueles que se dedicam a Deus

O Jejum de Daniel e os frutos do Espírito Santo

Nos dias de hoje, com as redes sociais e as informações que nos bombardeiam 24 horas por dia, ficou mais difícil dedicar um tempo específico para Deus. A comunhão com Ele tem ficado em segundo plano, o que tem distanciado muitas pessoas do Criador.

Ciente dessa falta de comunhão, a Universal realiza, desde março de 2011, o Jejum de Daniel. O propósito é inspirado no livro do profeta Daniel e tem como objetivo priorizar a conexão com Deus. Para isso, a recomendação é abrir mão das informações seculares, como sites de notícias, revistas, TV, rádio, entre outros, como fez Daniel, ao ficar recluso e praticar 21 dias de jejum. Diante dessa atitude, o profeta conseguiu obter as respostas de que precisava em suas orações.

As Escrituras Sagradas relatam o momento que o anjo do Senhor apareceu para ele:

Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim Dn 10:12

Os frutos

Esse propósito traz inúmeros benefícios espirituais para quem o pratica. Além da pessoa ter mais tempo para se dedicar a Deus, ela ainda poderá usufruir das promessas dEle.

Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências Gálatas 5.22-24

Quando a pessoa não possui esses frutos, é impossível vencer as dificuldades terrenas. Os três primeiros frutos: amor, alegria e paz revelam a Santíssima Trindade dentro de nós, a essência de Deus. O amor representa Deus-Pai; a alegria representa o Filho-Jesus; e a paz representa o Espírito Santo. A pessoa que possui esses frutos consegue permanecer na presença de Deus.

O amor não está ligado simplesmente ao amor entre marido e mulher, assim como a alegria não significa algo momentâneo. Os frutos precisam ser praticados e desenvolvidos para que, dessa forma, o interior das pessoas seja mudado.

Foi o que aconteceu com a auxiliar administrativa Luciana Cereser, de 21 anos (foto abaixo). A jovem, que conheceu o trabalho da Universal em 2015, estava disposta a mudar.

Luciana cresceu em um lar destruído, com muitas brigas e desunião. Ela via a mãe sofrer por conta dos relacionamentos frustrados. Então, desde a infância, já nutria raiva por toda a situação delicada que enfrentava em casa. “Eu buscava prazeres em baladas, bebidas e homens. O relacionamento com a minha mãe dentro de casa só piorava. Ela passou a me odiar a ponto de me bater e me colocar para fora de casa. A única coisa que eu pensava era morrer. Cheguei à Igreja dessa forma.”

Luciana lembra do dia em que o pastor falou sobre o Jejum de Daniel. Ela não pensou duas vezes. “Procurei saber o que precisa fazer para participar e me lancei. Abri mão das minhas redes sociais e de todas as distrações. Foquei em Deus cada vez mais e passei a meditar na Bíblia.”

Luciana começou a frequentar mais as reuniões da Universal e recorda que teve um encontro com Deus dias antes do término do Jejum de Daniel.

De lá para cá, garante, tudo mudou. “Aquele peso que havia dentro de mim sumiu e foi preenchido por uma paz absoluta, uma felicidade imensa. Minha alma transbordava de amor, minha vontade era de gritar e contar para todos o quanto o Senhor é maravilhoso. Tudo podia acontecer, mas nada me abalava. Eu tinha amor, alegria, paz e discernimento quanto às minhas atitudes. Hoje vivo em um lar restaurado, graças aos frutos do Espírito Santo que eu recebi e desenvolvi ao conhecer Deus.”

Como participar

Se você ainda não está fazendo esse propósito, saiba que ainda há tempo. Faltam 10 dias para o fim do Jejum de Daniel, mas, para Deus, esse tempo é suficiente para que Ele possa transformar sua vida. Você pode fazer agora mesmo uma oração sincera para dar início ao seu Jejum, se desligar das informações seculares e buscar na Palavra dEle a verdadeira transformação.


O Jejum de Daniel e os frutos do Espírito Santo
  • Por Maiara Máximo/ Fotos: Fotolia e Demetrio Koch  


reportar erro