Rede aleluia

Notícias | 15 de abril de 2019 - 10:45


O fim dos abusos dentro do relacionamento

As brigas entre Poliana e Alisson quase destruíram a união deles. Veja como o casal encontrou a solução

A atendente comercial Poliana de Brito Gomes, de 26 anos, conheceu o arrumador de hotelaria Alisson Lima Gomes, de 25 anos (foto abaixo), em uma festa. Trocaram telefone, se encontraram e, depois de algumas conversas, iniciaram o namoro. Pouco tempo depois decidiram morar juntos e se casaram no civil.

No início, as coisas iam bem entre o casal, mas logo as brigas se tornaram constantes. “Meu esposo era ciumento e inseguro. Por ter sofrido uma traição em outro relacionamento, ele não confiava em ninguém e eu me incomodava com o fato dele viver me controlando”, diz Poliana.

Relação abusiva
O apresentador e palestrante Renato Cardoso explica que um relacionamento abusivo não ocorre apenas quando há agressão física ou violência doméstica. “É quando seu parceiro constantemente lhe desrespeita e fere como pessoa. Isso inclui traições reais ou virtuais, mentiras, chantagens emocionais, ameaças, total controle sobre sua vida e abuso emocional, como ataques verbais e humilhações, entre outros.”

Poliana e Alisson viviam uma relação abusiva de parte a parte. A insegurança e o controle dele conflitavam com o temperamento forte dela. Por isso, ela também o agredia. “Eu falava tudo o que vinha na minha mente. Era bruta, queria tudo do meu jeito. Tinha vindo de outros relacionamentos em que carregava medos e pensava que todo homem era igual”, se recorda Poliana.

Mudança
O casal se esforçava para manter a união, mas com tantas brigas e abusos passaram a falar em separação. Até que a mãe de Alisson convidou o filho e a nora para irem à Terapia do Amor.

“Chegamos juntos em 2015. Vimos uma oportunidade de resolver a raiz dos nossos conflitos e, ao participar, passei a ter autoconfiança. Lembro de ouvir do pastor que devemos gostar primeiro de nós mesmos e depois do parceiro. Então, percebi que estava muito preocupado com minha esposa e esquecendo de mim. Após esse entendimento, tive confiança em mim e nela, parei de brigar e passei a tratá-la de forma diferente, sem desconfiança ou controle”, assegura Alisson.

Poliana também buscou mudar seu temperamento. “Até chegar à palestra, achava que estava com a razão. À medida que participava, identifiquei que o meu jeito também não era nada legal. Tomei um choque de realidade, pois meu orgulho falava mais alto. Aprendi que tudo que deveria fazer era obedecer ao que era ensinado. Coloquei toda minha força nisso e foi a minha melhor escolha”, diz.

Com a restauração, o casal decidiu selar a união em 2018, na Celebração dos Casamentos da Universal do Jardim São João, em Guarulhos. Felizes, eles seguem aprendendo o amor inteligente na Terapia do Amor.


  • Kelly Lopes / Fotos: Fotolia e Arquivo Pessoal   


reportar erro