Rede aleluia
Nunca é tarde demais. Será mesmo?  seu tempo pode  estar se esgotando
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de outubro de 2020 - 00:05


Nunca é tarde demais. Será mesmo? seu tempo pode estar se esgotando

Leia esta reportagem com atenção, pois ela pode ser seu último alerta da Salvação

Nunca é tarde demais. Será mesmo?  seu tempo pode  estar se esgotando

“Amanhã eu mudo”, “depois vou à igreja, pois terei tempo para me arrepender”, “um dia me batizo nas águas, vou curtir a vida primeiro” e “hoje não tenho tempo”. Estas são algumas das inúmeras desculpas usadas por aqueles que adiam os cuidados que deveriam ter com a Salvação. Eles não pensam que amanhã pode ser tarde demais.

Com a agitação da rotina diária, parece que muitos não enxergam que os acontecimentos ao redor do mundo dão sinais do Final dos Tempos, anunciado nas Sagradas Escrituras, que são como avisos de Deus alertando que o tempo está se esgotando.

O Bispo Renato Cardoso explica como isso ocorre: “Deus trabalha com alertas e eles não têm relação só com a volta dEle, com o Fim dos Tempos. Deus sempre trabalhou com avisos. Ele é como aquele pai que vê o filho saindo para uma festa com os amigos e o chama no canto para dizer que tome cuidado. E quantos filhos, por não darem ouvidos ao alerta dos pais, entraram em problemas? Infelizmente será assim também com os que não dão atenção a este alerta”.

Esta reportagem não quer causar medo, mas levá-lo a refletir sobre o estado da sua alma. A morte é a única certeza que todo ser humano tem e, por mais que muitos não creiam nisso, a vida não acaba aqui e as suas escolhas de hoje definirão onde sua alma passará a eternidade.

Ele aproveitou a chance
O jovem Antônio Barbosa de Lima Junior, (foto baixo) de 23 anos, não se preocupava com a sua Salvação. Ele afirma que na adolescência se envolveu com drogas em Feira de Santana, município da Bahia. “Aos 12 anos, me deixei influenciar por amizades erradas. Bebia, fumava maconha e fazia tudo escondido. Me tornei dependente químico. Eu também era agressivo, cometia pequenos furtos e vivia em festas. Com 18 anos, me envolvi com o tráfico de drogas e decidi sair de casa para viver sem regras. Eu só queria curtição.”

Nunca é tarde demais. Será mesmo?  seu tempo pode  estar se esgotando

Antônio relata que era a decepção da família. Ele lembra que várias vezes foi evangelizado por integrantes do Força Jovem Universal (FJU) e recebia alertas sobre os perigos que corria na criminalidade, mas principalmente dos riscos de perder a Salvação se morresse distante da Presença de Deus. Contudo ele desprezava os conselhos, pois achava que teria muito tempo pela frente.

Ele detalha como era sua realidade: “passei noites inteiras usando drogas. Tinha dívidas no tráfico e fui ameaçado. Em 2015 vi a morte de perto várias vezes. Cheguei a ser perseguido por policiais, escapei de emboscadas de traficantes e vivia riscos constantes. Eu não tinha paz e sofria com problemas espirituais, pois via vultos. Passei a ter certeza que logo seria morto. O medo da morte foi meu alerta da Salvação.”

Em uma ocasião, quando voltava para a casa dos pais, aconteceu uma tentativa frustrada de sua internação em uma clínica para dependentes químicos. Tudo mudou em novembro de 2015, quando ele aceitou o convite para participar de uma reunião de libertação, realizada às sextas-feiras, na Universal. Ele revela que desejou recomeçar e se agarrou à oportunidade que lhe foi oferecida.

Antônio conta como foi sua transformação: eu estava perdido e recebi de Deus a direção. Em três meses já estava livre dos vícios. A minha alma foi salva. Paguei minhas dívidas, abandonei a vida errada e me reconciliei com minha família. Tive um Encontro com Deus e me tornei um novo homem, mas tive que fazer as escolhas certas e sacrificar a vida errada que levava.”

A alegria de ter a certeza da Salvação foi tão grande que ele escolheu dedicar sua vida a ajudar outras pessoas e se tornar pastor da Universal. Ele só lamenta que seus conhecidos da época do crime não tenham valorizado a chance que também receberam, pois muitos morreram jovens e longe de Deus. “Tentei ajudar meus amigos que estavam no tráfico e mostrar a eles que havia saída. Fiz um convite a um deles, várias vezes lhe falei sobre o amor de Deus e ele rejeitava minhas palavras. Da última vez que conversamos, ele disse que iria comigo para a igreja, mas, depois de 50 minutos que nos falamos, ele foi assassinado. Fatos semelhantes aconteceram com outros garotos.”

O Alerta vem para todos
A Palavra de Deus descreve em Isaías 55.6: “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”. Entretanto, para muitas pessoas, a oportunidade de buscar a Deus não existe mais, pois se deixaram levar pela sensação de que teriam tempo, desprezaram as oportunidades e foram surpreendidas pela morte. Outras, por causa do desespero e do sofrimento, colocaram fim à própria vida.

Essa foi por um tempo a opção da coordenadora de produtos Tais Wandermurem, de 29 anos. “Fui garota de programa, era viciada em várias drogas, como maconha, cocaína, ecstasy, lança-perfume, quetamina, etc., e também em pornografia. Eu saía com homens e mulheres. Por conta das minhas escolhas, tive depressão profunda e tentei me suicidar cinco vezes. Depois de uma dessas tentativas, quando misturei várias drogas, fiquei em coma três dias.”

Tudo começou quando Tais conheceu o segurança Wellington Timóteo Coelho Rosa, (foto abaixo) de 39 anos. Eles iniciaram um relacionamento e logo foram morar juntos. Com a convivência, ela descobriu que ele era garoto de programa e resolveu entrar na prostituição.

Segundo Wellington, essa escolha os levou a afundar ainda mais. “Nós começamos a frequentar boates de luxo, onde conhecemos todos os tipos de drogas e nos tornamos dependentes. Chegamos a vender o que tínhamos em casa para sustentar o vício. Além da prostituição, traficamos nas boates. Também éramos viciados em academia e anabolizantes, pois o corpo era o nosso deus. Afinal, o nosso sustento vinha dele”, disse.

Nunca é tarde demais. Será mesmo?  seu tempo pode  estar se esgotando

Eles tiveram uma filha, mas às vezes não tinham nem sequer dinheiro para comprar leite para ela, pois tudo era usado em drogas. Viciados, depressivos e sofrendo com insônia, entre outros problemas, eles contam que assistiram à programação da Universal certa madrugada. Eles até choravam ao se identificar com as palavras do pastor na TV, pois elas retratavam a realidade vivida por eles. Apesar disso, eles continuavam a resistir e não buscavam ajuda.

O alerta da Salvação veio depois da última tentativa de suicídio de Tais, em 2017. Desesperada, ela assistiu novamente à programação da Universal e percebeu que talvez não houvesse uma nova chance. “Pedi ajuda. Não dava mais para adiar. Por um período nós dois íamos à Igreja todos os dias. Obedecemos à direção do Altar, resistimos ao mal, entregamos nossa vida para Deus e nos libertamos da depressão, dos vícios e da prostituição, mas para isso tivemos que tomar uma atitude e nos entregarmos totalmente. Hoje nossa vida é uma bênção. Nosso maior tesouro é o Espírito Santo. Ele que nos dá a certeza da Salvação, que é nossa prioridade”, finalizou Tais.

Nunca é tarde demais. Será mesmo?  seu tempo pode  estar se esgotando

Hoje o casal vive em harmonia e longe dos vícios e da prostituição. Tais e Wellington souberam aproveitar a chance de ter uma nova vida quando ouviram o alerta da Salvação que veio por meio de uma Palavra de Vida na programação transmitida pela TV.

“Se eu morrer, é o meu último desejo”
Os espíritos malignos usam estratégias para fazer com que as situações do cotidiano afastem as pessoas do que é eterno. Problemas pessoais, trabalho em excesso e diversas outras distrações ocupam o tempo e a mente humana e são capazes de tirar o foco até mesmo de cristãos que relaxam e esquecem da importância de buscar a Salvação hoje.

Esse foi o caso do terapeuta em medicina oriental Jucimar Francisco dos Santos, (foto abaixo) de 46 anos. Ele conta que em 2017 estava afastado da Presença de Deus por ter se deixado levar por decepções.

Nunca é tarde demais. Será mesmo?  seu tempo pode  estar se esgotando

Contudo uma situação inesperada serviu como um alerta da Salvação para ele. Jucimar era bombeiro militar e trabalhava como socorrista.

Ele atendeu uma emergência de uma senhora que teve um infarto em casa. “Fizemos os procedimentos de reanimação cardiorrespiratória (RCP) e a colocamos na ambulância. No meio do caminho, ela abriu os olhos e fez sinal de que queria falar. Tirei a máscara dela e ela pegou na minha mão e na do outro enfermeiro. Ela nos disse: ‘vocês precisam ir para a igreja. Deus quer que vocês vão para a igreja. E, se eu morrer, esse é o meu último desejo.’ Continuamos o socorro e a deixamos no hospital. Ao final do expediente, fui para casa com aquilo na cabeça. Eu tinha notado que ela estava com uma camiseta da Universal. Um colega de trabalho já tinha me chamado para ir à Igreja.

Foi aí que que resolvi aceitar o convite e fui ao Templo de Salomão, em São Paulo.”
Jucimar não sabia, mas, ao dar ouvidos ao alerta da Salvação, sua vida mudaria completamente. Ele afirma que naquele mesmo dia sentiu uma imensa paz e que a fé inteligente ensinada ali o fez obedecer ao que era ensinado.

Ele aproveita para compartilhar como sua vida é atualmente: “hoje estou bem, priorizo a minha Salvação acima de tudo e de todos. O Espírito Santo é tudo para mim, pois só com Ele é possível permanecer na fé em meio a tantas tribulações do cotidiano. Com certeza aquele episódio foi um alerta da Salvação. Foi Deus me dando mais uma chance para voltar para Ele. E, além do meu interior, minha vida mudou totalmente. Conheci e me casei com uma mulher de Deus, temos nosso negócio próprio e uma vida abençoada em todos os sentidos.”

Não despreze este chamado
Se a volta de Jesus está cada dia mais próxima, é preciso se preparar todos os dias para ela. Seja o final da sua jornada neste mundo quando o Salvador voltar, seja com sua morte, nem você nem ninguém tem controle ou sabe o dia ou a hora. Por isso, o momento de buscar a Salvação é hoje, é agora, como mostra a Palavra de Deus em Lucas 12.20: “Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?”

Para despertar as pessoas para o perigo de deixar a Salvação para depois, desde o dia 30 de setembro, está sendo realizado, na Universal, Os Sete Alertas da Salvação, durante sete quartas-feiras.

O Bispo Renato Cardoso, detalhou no programa Inteligência e Fé, disponível na plataforma Univer Vídeo, como é o propósito: “é uma série de sete mensagens, sete vídeos, que vão alertar a respeito do que está acontecendo. É algo que você não ouve em nenhum lugar. Você não ouve isso nos noticiários ou em uma roda de amigos. Todo mundo sente isso, mas não sabe explicar o que é. A Palavra de Deus, porém, mostra que já estamos vivendo esses sinais dos tempos”.

O primeiro alerta revelou que “o tarde demais” existe no que diz respeito à Fé: se a pessoa deixar para consertar o seu relacionamento com Deus depois, se batizar em outro momento e resolver abandonar o pecado amanhã, poderá ser muito tarde. Não deixe para depois e participe você também da Escola da Fé Inteligente. As reuniões acontecem às quartas-feiras em uma Universal próxima de você. Acesse os endereços em universal.org/localizar ou encontre alguns na página 32.


Nunca é tarde demais. Será mesmo?  seu tempo pode  estar se esgotando
  • Kelly Lopes / Fotos: Getty images, cedidas e Demetrio Koch 


reportar erro