Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de abril de 2018 - 03:05


Mulher comemora a morte do esposo

Entenda o motivo e aprenda como acabar com a infelicidade na vida amorosa

Um vídeo ganhou popularidade durante o mês de março último porque, nele, uma mulher de 47 anos de idade, comemorava a morte de seu esposo. Joélia dos Santos, moradora de Salvador, na Bahia, explica ao entrevistador que há anos era agredida fisicamente por seu esposo e, por isso, ficou feliz que um acidente o tenha matado.

“Eu estou feliz hoje, não apanho mais dele”, afirma Joélia.

Infelizmente, Joélia não é a única pessoa casada a acreditar que o melhor a acontecer para sua vida seria a morte de seu companheiro. Muitas pessoas vivem infelizes por não saberem como resolver os problemas.

Esse era o caso de Daniela e Sidnei, que contaram sua história ao programa de televisão “The Love School – A Escola do Amor”.

“Eu brigava por tudo”, declarou a moça. “Eu falava alto, eu não tinha nem respeito para falar.”

Enquanto ela impunha sua vontade a qualquer custo, seu esposo era omisso dentro do casamento. Ele não gostava da maneira como tantas brigas aconteciam, mas também não procurava uma solução para os problemas.

Foram seis anos de casamento infeliz. E quando parecia impossível mudar, Daniela conheceu a Terapia do Amor. Por um ano a moça foi sozinha às reuniões, esforçando-se para obedecer a todos os ensinamentos. Sua transformação foi tão grande que Sidnei também começou a frequentar as reuniões, no desejo de salvar seu casamento.

Hoje, nove anos depois de acreditarem que a infelicidade duraria para sempre, Daniela e Sidnei mantêm uma vida cada vez mais feliz.

“Eu não imaginava que ser casada era tão bom”, afirma a moça.

Assista ao vídeo abaixo e veja a história completa do casal.

Você também pode acabar com a infelicidade em seu casamento. Clique aqui e saiba onde é realizada a Terapia do Amor, todas as quintas-feiras. Em São Paulo, a palestra acontece no Templo de Salomão, em três horários: às 10h, 15h e, especialmente, às 20 horas, na Avenida Celso Garcia, 605, no bairro do Brás, zona leste da capital paulista.


  • Por Andre Batista / Imagens: Thinkstock e Record TV 


reportar erro