Rede aleluia
Mobilização sobre o câncer de mama é caminho para a conscientização na África do Sul
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 3 de dezembro de 2019 - 11:07


Mobilização sobre o câncer de mama é caminho para a conscientização na África do Sul

Mais de 2 mil pessoas foram beneficiadas com palestras esclarecedoras sobre a doença em várias localidades do país

Mobilização sobre o câncer de mama é caminho para a conscientização na África do Sul

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres e o segundo mais comum em todo o mundo. São mais de 2 milhões de casos e 627 mil mortes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas em 2018. Embora, seja uma das principais causas de mortes entre as mulheres, o câncer de mama também é o tipo com maior taxa de cura.

Isso se deve muito aos exames preventivos e também ao trabalho de conscientização da população em geral por meio de campanhas governamentais e grupos sociais. A exemplo do que aconteceu recentemente na África do Sul, no continente africano (onde parte dos países ainda enfrenta muita dificuldade de diagnóstico precoce e tratamento adequado).

O grupo Mulheres em Ação (Women in Action) e o projeto Escola de Mães (School for Mothers) se reuniram a outros grupos sociais da Universal como Força Jovem, Força Teen e Calebe, para realizar uma grande mobilização e disseminar a conscientização.

“O evento nos ajuda a ter um entendimento melhor sobre a doença e como também podemos ajudar os pais e crianças que chegam até nós (na Escola Bíblica Infantil). Acima de tudo, orientá-los que a prevenção é a melhor opção”, comentou a educadora da EBI, Ntombizanele Ncede.

Aprendendo sobre o câncer de mama

A ação beneficiou mais de 2 mil pessoas em várias localidades do país: Soweto, Durban e Port Elizabeth. A programação do dia, além da reunião mensal do projeto Escola das Mães, contou com palestras esclarecedoras sobre os sintomas do câncer de mama, diagnósticos e tratamentos. As participantes aprenderam sobre o autoexame em casa e como buscar ajuda.

“Através da palestra oferecida, aprendi que devo estar sempre observando meu corpo e atenta aos sintomas. Todas as informações foram de suma importância para mim. Pois, eu não tinha nenhum conhecimento sobre o câncer de mama”, disse a voluntária do Força Teen Universal (FTU), Nolubabalo Silimko, de 26 anos.

Ademais, os encontros ainda contaram com apresentações de danças e músicas, diversas dinâmicas e lanche de confraternização. Por meio dessas atividades, mães e filhas se uniram e puderam, não apenas se divertir, mas também ter um entendimento maior sobre o assunto abordado no evento.

“Esse evento foi muito importante para mim, pois, além de aprender mais sobre câncer de mama, também aprendi como fazer o autoexame. Entendi que tenho que estar sempre me cuidando e que existem diversas formas de prevenir a doença”, contou Sibashle Gwadiso, de 21 anos, integrante do Força Jovem Universal (FJU).

Câncer de mama não é uma sentença de morte

No final da ação, cada participante ganhou um folheto explicativo para que pudesse levar para casa e compartilhar o que aprendeu com outras pessoas. As conselheiras (voluntárias do Mulheres em Ação, treinadas e qualificadas a falar sobre a doença) estavam presentes e disponíveis para aqueles que queriam falar em particular.

O objetivo da ação não foi apenas transmitir informação sobre a complexidade da doença, e como tem afetado milhões de sul-africanos, de uma forma direta ou indireta. Mas, também, fazer com que as pessoas levassem o conhecimento adquirido a suas casas e comunidades, desmitificando mitos.

“Por meio das informações que recebi, meus olhos foram abertos. E, tive o conhecimento sobre os sintomas do câncer de mama e também a importância do autoexame. O que mais me chamou atenção foi saber que a doença não é uma ‘sentença de morte’. E, que pode afetar homens e mulheres de todas as idades. Colocarei em prática tudo o que aprendi e também irei compartilhar com outras pessoas”, concluiu Zandile Nggidi, integrante do grupo Calebe.

Trabalho social e de conscientização

Você quer conhecer mais sobre o trabalho voluntários dos grupos sociais da Universal no Brasil, África e no mundo? Então, acesse diariamente as matérias do universal.org e fique por dentro das atividades. Você pode também se tornar um voluntário. Quer saber como? Encontre uma Universal mais próxima de sua casa em sua região e se informe com o pastor responsável.


Mobilização sobre o câncer de mama é caminho para a conscientização na África do Sul
  • Michele Roza / Fotos: Cedidas 


reportar erro