Rede aleluia
“Eram Teus e Tu mos deste…”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 24 de Abril de 2022 - 00:05


“Eram Teus e Tu mos deste…”

“Eram Teus e Tu mos deste…”

A vida com abundância que o Senhor Jesus prometeu não significa vida de ostentação, luxúria, riqueza e glória deste mundo. A vida abundante é o Espírito Santo dentro de nós. Ele orienta, ensina, fortalece, consola, conforta e dá a direção necessária para que, então, possamos ser bem-aventurados e abençoados.

Jesus disse para o Pai: “Eu glorifiquei-Te na terra, tendo consumado a Obra que Me deste a fazer. E agora glorifica-Me Tu, ó Pai, junto de Ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse. Manifestei o Teu Nome aos homens que do mundo Me deste; eram Teus, e Tu mos deste, e guardaram a Tua Palavra” (João 17.4-6).

Saiba que o Pai tem toda a Humanidade em Suas mãos. Mas, como ela pecou, o Pai se mantém apenas como o seu Dono, o seu Criador. As criaturas que são sinceras, verdadeiras e transparentes são entregues por Deus ao Seu Filho, Jesus. Ele, então as “lava” com o Seu sangue, as purifica, as perdoa e as sela com o Espírito Santo. Assim, elas nascem da água e do Espírito.

Ou seja, o Pai entrega ao Filho aquela criatura para fazer o trabalho de libertação, cura, salvação, pureza e santidade. Depois, o Filho devolve essa criatura, que não é mais uma alma comum da Humanidade, para o Pai, porque ela agora é uma alma salva, gerada pelo Espírito Santo.

Portanto, não adianta cantar louvores a Deus ou orar para Ele e continuar mantendo o coração em primeiro lugar nos parentes, nos entes queridos ou nas coisas deste mundo. Quando uma pessoa realmente é de Deus, ela vive de acordo com a Palavra dEle.


“Eram Teus e Tu mos deste…”
  • Bispo Edir Macedo / Foto: getty images 


reportar erro