Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 21 de maio de 2020 - 16:15


Dakota Johnson: “Eu luto contra a depressão há 15 anos”

Atriz revela que pandemia está deixando ela ainda mais ansiosa e deprimida

A atriz Dakota Johnson revelou à revista Marie Claire dos Estados Unidos que desde que tinha 14 anos de idade luta contra a depressão e a ansiedade. Johnson hoje tem 30 anos de idade, o que significa que ela passou metade da vida tentando vencer a doença.

“Eu luto com a depressão desde muito jovem . Desde os 15 ou os 14 anos. Foi quando, com a ajuda de profissionais, eu me dei conta de que a depressão é algo em que posso acabar caindo”, afirmou a atriz.

Conforme Johnson relata, desde o diagnóstico ela faz “muita terapia” para se livrar das emoções e dos pensamentos ruins. O que não surte efeito, já que ela nunca se curou da doença. Ademais, durante a pandemia de COVID-19, a atriz se sente especialmente deprimida:

“Penso constantemente no estado do mundo agora. Isso me mantém acordada durante a noite. A noite toda, todas as noites. O meu cérebro vai para lugares loucos e escuros”.

Johnson não é a única a se deprimir com a pandemia. Entre os brasileiros, por exemplo, a depressão duplicou durante a quarentena.

Mas o que é a depressão

Durante edição recente do programa Inteligência e Fé, o Bispo Renato Cardoso explicou que a depressão é uma doença de natureza espiritual. Portanto, para obter a cura, é necessário agir espiritualmente.

“Se você não tratar da depressão no nível espiritual, então você terá muito pouca chance de sucesso de erradicar essa doença da sua vida”, afirmou o Bispo Renato.

É por esse motivo que milhões de pessoas fazem terapia, tomam remédios fortes, mas não se livram da doença. Essas pessoas estão buscando a solução para um problema do corpo, quando a raiz dele está no espírito.

“Nós temos visto e provado que, quando essa doença é tratada no nível mais profundo, que é o espiritual, ela pode ter cura total e não ter nenhum tipo de sequela, de retorno”, explica o Bispo.

Para auxiliar todas as pessoas que buscam essa cura, a Universal realiza uma reunião especial todas as sextas-feiras. Esse encontro é especialmente dedicado a quem quer buscar ajuda no Senhor Jesus para e libertar da depressão.

Participe no Templo de Salomão. Ou clique aqui para encontrar o endereço mais próximo. As reuniões seguem todas as medidas solicitadas pelo Ministério da Saúde para proteção contra a pandemia.

Durante a pandemia, todas as reuniões da Universal também estão sendo transmitidas pela televisão (nas emissoras 21, CNT e Rede Família) e pela internet. Clique aqui para acompanhar, ao vivo, pela TV Universal.


  • Andre Batista / Imagem: Reprodução Facebook @Dakotajohnsoninternationalfanclub 


reportar erro