Notícias | 17 de Setembro de 2021 - 16:07


Cuidado com os extremos na criação dos filhos

Confira o ensinamento deixado pelo Bispo Renato Cardoso e sua esposa, Cristiane Cardoso, durante a bênção aos pais e filhos

Durante reunião no Templo de Salomão, no domingo último (12), o Bispo Renato Cardoso e sua esposa, Cristiane Cardoso, explicaram a terceira maneira (de uma série de quatro — clique aqui e saiba qual é a segunda) pela qual pais e mães podem estar afastando os seus filhos.

O Bispo Renato comentou que um dos motivos pelos quais, sem querer, muitas vezes, os pais acabam afastando os filhos se relaciona a dois tipos de comportamentos extremos: prendê-los demais ou não dar limite o suficiente.

“Quando a gente fala em prender demais, a própria palavra já dá a dica. E você não quer ser nem carcereiro e nem polícia do seu filho. Às vezes, pelo medo de algum mal sobrevir ao nosso filho, queremos colocá-lo dentro de uma redoma (…) de forma que ele fique se sentindo um prisioneiro, sufocado. Por outro lado, temos o outro extremo, quando o pai e a mãe não colocam limites nenhum. Se você, simplesmente, deixa o seu filho solto para fazer o que quiser, então você acaba sendo irresponsável porque vai o expor a situações muito perigosas”, explicou.

Leia: Informações internas do Instagram revelam que plataforma prejudica adolescentes

Fique longe dos extremos

Por sua vez, Cristiane ilustrou com o exemplo do Jardim do Éden. Quando Deus colocou Adão e Eva ali, deu a eles a liberdade para comerem todos os frutos, menos o da árvore do bem e do mal, orientando-os da consequência que isso acarretaria.

“Você dá a liberdade da pessoa escolher (o bem ou o mal). Foi o que Deus fez e faz conosco. Ele não nos prende, mas também dá o limite. Esse é o principal papel do pai e da mãe, educar os filhos nesse sentido (…) Nós estamos numa era muito diferente, o pai e a mãe têm que dizer sim para tudo, dar para o filho tudo o que ele quer. E isso é muito ruim, faz muito mal (…) Então, a gente tem que ter esse equilíbrio que Deus nos ensina, como Ele nos trata. Se você quer aprender a como ser pai, olhe para Ele, como cuida da gente”, apontou.

Ao que reiterou Renato: “Se você olhar toda a criação de Deus, vai perceber que Ele criou tudo com equilíbrio. Portanto, fique longe dos extremos. O nosso papel, com pai e mãe, é chegar na frente das situações que nosso filho vai encontrar no mundo. Você tem que abordar o assunto o quanto antes e ensinar o seu filho a lidar com essas situações que ele vai passar e com as liberdades que ele vai ter ao passo que vai amadurecendo.”

Assista abaixo ao vídeo com a mensagem na íntegra:

Orientação para pais e filhos

Quer saber mais sobre o tema e receber orientação para o seu relacionamento familiar?

Aos domingos, às 9h30, no Templo de Salomão, acontece a bênção para as famílias.

Para outras localidades, clique aqui e encontre uma Universal mais próxima de sua casa. Não deixe de participar!


  • Redação / Foto: Istock  

  • Colaborador: 

  • Michele Roza