Rede aleluia

Notícias | 18 de setembro de 2019 - 12:07


Cônsules e autoridades visitam o Templo de Salomão

Confira como foi a experiência e entenda o significado da construção

No dia 17 de setembro, cônsules, deputados e juristas, acompanhados de suas comitivas, visitaram o Jardim Bíblico, localizado na área externa do Templo de Salomão.

O passeio foi conduzido pelo Bispo Eduardo Bravo, responsável pelas relações institucionais da Universal e presidente da Unigrejas. Inicialmente, o grupo permaneceu na recepção do Jardim e recebeu uma explicação sobre o período em que o povo hebreu viveu escravizado no Egito.

Viagem no tempo

Posteriormente, as autoridades adentraram na réplica do Tabernáculo de Moisés, que possui os moldes e medidas do original estabelecidos por Deus. Nesse ínterim, o Bispo esclareceu para os visitantes sobre o significado do sacrifício bíblico e de que maneira essa prática apontava para a missão de Jesus Cristo na Terra.

Ali, também, há objetos sagrados que eram utilizados pelos sacerdotes da tribo de Levi.

“O sacerdote tinha que limpar as copas do candelabro, uma a uma, e trocar o azeite sem nunca deixar apagar a luz da Menorá. Trazendo para os dias de hoje, o candelabro representa a fé, a motivação, o Espírito Santo. Atualmente, nós vemos muito presente na sociedade o problema da depressão. E essa escuridão da alma, seria como o candelabro que se apagou. É por isso que precisamos sempre fazer a manutenção do nosso interior, nos relacionando com Deus”, explicou o condutor do passeio.

Todos puderam conferir também uma apresentação audiovisual, no Memorial do Jardim Bíblico, sobre a história da relação de Deus com o povo de Israel.

Uma experiência única

Para a consulesa da Gâmbia, Sylvia Agrícola (foto ao lado, à esquerda), a experiência foi enriquecedora: “Eu fiquei muito impactada. Foi muito abençoado. Chamou-me muito atenção os objetos sagrados que eram do Templo de Salomão. Porque, nós vemos a grandeza dessas obras e a luta pela fé. Nós também temos que ter muita fé nos dias de hoje”.

Igualmente, o cônsul do Gabão, Guilherme Curi, apontou para o conteúdo da edificação: “Eu já ouvi falar do Templo de Salomão. Mas, ao vivo é muito impactante. Os detalhes são impressionantes, desde as pedras de Israel até as oliveiras”.

Ele estava acompanhado de sua esposa, a consulesa Cristina Curi (foto acima, ao lado do esposo, Guilherme, e da consulesa Sylvia), que acrescentou: “É emocionante. O tabernáculo, o Altar de sacrifício. E tudo em tamanho original”.

Já a diretora do Israel Bonds, Eyla Benedykt, afirmou que o Templo de Salomão é um lugar ímpar e que impressiona os visitantes tanto pelo conteúdo, quanto pela forma.

“Eu estive, aqui, no Templo, em uma exposição com imagens de Jerusalém. Mas, o passeio é realmente fantástico. As pessoas podem vivenciar a história. Não é como apenas ler na Bíblia ou em um livro, é uma experiência que te leva até aquele tempo. Acho que todo mundo poderia vir ao Templo e fazer esse tour”, observou.

Algo com o que Hoang Thi Yen, do Escritório Comercial do Vietnã em São Paulo, concordou: “Já moro em São Paulo há dois anos. Para participar deste evento, hoje, eu procurei por informações sobre o Templo. E fiquei impressionada com o tamanho da construção. Na minha opinião, é um bem para São Paulo, porque acrescenta conteúdo para a nossa cultura quanto pessoa”.

O cônsul honorário da Namíbia, Sérgio Ricardo Rosset, já havia conhecido a edificação, durante a cerimônia da troca de bandeiras, ocorrida no dia 1º de junho, e acrescentou que a Universal tem um papel importante onde quer que esteja: “Eu conheço a Universal há algum tempo. Tem um templo da Universal, na capital da Namíbia, é um templo muito grande. O Templo de Salomão, em São Paulo, é algo muito bonito, um marco para a cidade e eu fiquei muito feliz por ter sido convidado”.

Deputados compartilham a experiência

O passeio também foi significativo para o deputado estadual Castello Branco: “Foi muito bom. Não esperava, não conhecia. Eu fiquei surpreso com a beleza do local. Com a magnitude da construção. Mas, acima de tudo, com a vibração espiritual que o Templo tem”.

E o deputado estadual Sargento Neri acrescentou que o momento foi enriquecedor: “Esse passeio é maravilhoso. Quantas vezes eu for convidado, estarei aqui visitando. A beleza das oliveiras, do Jardim Bíblico, chama atenção. Há também um filme que conta uma história de fé, mas também uma história dolorosa, que colheu resultados. Eu acredito na humanidade. E eu sei que com a presença da igreja, ela será cada vez melhor.”

Além dos deputados, também estavam presentes o deputado estadual Altair Moraes, o vereador André Santos e a procuradora de Justiça no Ministério Público do Estado de São Paulo, Maria Fátima Vaquero Ramalho Leyser.

Você também pode conhecer o Jardim Bíblico

Para mais informações entre em contato pelo telefone (11) 3573-3535 ou pelo e-mail passeio@jardimbiblico.com. Acompanhe também as novidades pela página oficial no Facebook e no Instagram.


  • Daniel Cruz / Fotos: Demetrio Koch 


reportar erro