Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de janeiro de 2019 - 00:05


Casar engorda?

Cuidar da saúde e da aparência é importante mesmo depois de casado

Muitos estudos mostram que o casamento faz bem à saúde porque conviver com um parceiro pode reduzir o estresse e o risco de doenças cardiovasculares. Mas, quando se trata da aparência, os casados têm deixado a desejar.
Uma pesquisa publicada no Journal of Family Issues indica que em geral os casados têm mais tendência a engordar do que os solteiros e divorciados. As entrevistas foram feitas com norte-americanos ao longo de duas décadas, a partir de 1979.

Outro estudo, divulgado pela Universidade de Edimburgo, na Escócia, aponta que a mudança de hábitos depois do casamento é comum e que isso pode impactar diretamente no ganho de peso, especialmente das mulheres.
A psicóloga Mônica Raouf El Bayeh diz que no início do namoro as pessoas normalmente se cuidam, mas muitas relaxam depois de subir ao Altar. “Se a pessoa está com um parceiro novo, ela volta para a academia, recomeça a dieta e cuida do pé e da mão toda semana. Tem vontade de mostrar o que tem de melhor. Agora, o que ‘avacalha’ o casamento é a sensação de que ‘o jogo já está ganho’. Por causa desse desleixo consigo mesmo e com o outro, as pessoas se perdem, deixam de se cuidar e o casamento começa a esfriar”, observa.

Relaxar com a aparência
Foi o que aconteceu com Fernanda Ferro Celli, de 33 anos, e com Carlos Alberto Bastos Celli Junior, de 37 anos (foto a esq.). “Nos casamos em 2004 e, aos poucos, nos acomodamos e deixamos de priorizar a saúde física. Tínhamos tempo para tudo, menos para nos cuidar”, conta Fernanda.

Eles revelam que comiam muitos lanches e descuidaram da aparência. “Nossa vida era corrida e relaxamos mesmo. O fato de não nos cuidarmos acabou atrapalhando tudo na nossa vida, desde o relacionamento conjugal até a nossa saúde física e mental”, diz Carlos.

Ambos engordaram muito nos primeiros anos de união. “Quando casei pesava 50 quilos; cinco anos depois estava com 95 quilos. O Carlos pesava 88 e chegou aos 110 quilos. Com o excesso de peso, ficávamos muito cansados facilmente e isso atrapalhava nossa união porque eu ficava muito estressada”, diz Fernanda.

Quando eles perceberam que o excesso de peso e a baixa autoestima estavam atrapalhando a relação, decidiram que precisavam mudar. “Tudo era motivo para brigarmos. Lembro que fui ao médico e ele me disse: ‘quanto tempo você quer viver?’ Percebi que precisaria emagrecer se quisesse ter saúde e manter meu casamento”, observa Fernanda.

Na Terapia do Amor, eles entenderam a importância de se cuidar melhor. “Aprendemos com as palestras que em uma relação a conquista é diária, o que inclui cuidar da aparência. Decidimos juntos mudar nossa alimentação com reeducação alimentar. Perdi 17 quilos e ela 21 em um ano e seguimos uma rotina diária de boa alimentação e exercícios”, conclui Carlos.

A psicóloga reforça a necessidade do amor-próprio para o sucesso do casamento. “É preciso se renovar constantemente, saber se tornar interessante, gostar de si mesmo e dar valor à pessoa que está ao seu lado. A gratidão reforça parcerias.”


  • Ana Carolina Cury / Foto: Fotolia e Cedida 


reportar erro