Rede aleluia

Notícias | 13 de junho de 2019 - 16:33


Campanha ensina idoso como não ser vítima de abuso financeiro

A extorsão é considerada a segunda maior violência na faixa etária, apontou a pesquisa.

Neste mês, o programa social Calebe, grupo de apoio à pessoa idosa, estará promovendo em todo o Brasil e em mais 103 países, a campanha “Fique atento aos sinais”. As ações têm como objetivo ensiná-los a identificar os tipos de violência que podem sofrer dentro de casa, e até mesmo por parte de instituições financeiras.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 144 milhões de idosos sofrem algum tipo de violência – entre eles, o abuso financeiro, ficando atrás apenas do psicológico. De acordo com sistemas de proteção ao crédito, no Brasil, há mais de 3 milhões de idosos com contas em atraso.

O primeiro evento aconteceu no domingo (9), na sede do Calebe, localizado no bairro do Brás, em São Paulo. Profissionais como advogados, bancários e contadores, prestaram atendimento gratuito aos idosos e esclareceram dúvidas sobre as formas de exploração e de violência financeira que eles podem sofrer.

Violência Financeira é crime

Janderson Meneses, especialista em direito do consumidor, explicou que o Estatuto do Idoso tem uma legislação forte e muito preparada para esse combate à violência. “A Lei 10.741/2003 prevê como crime a conduta de receber ou desviar bens, dinheiro ou benefícios de idosos. Mas, para obter justiça, é preciso haver denúncia por parte da vítima”, disse o especialista.

Segundo a OMS, apenas um em cada 24 casos é denunciado, pois a maioria dos idosos têm medo de entregar o familiar ou o cuidador às autoridades.

Para o bancário Márcio Ferreira, o abuso nas finanças é muito mais sério do que um rombo nas contas bancárias. “Atualmente, 63% dos aposentados ganham apenas um salário mínimo, sendo que a maioria ainda gasta mais de 50% da sua renda com medicamentos. Ou seja, o idoso deixa de suprir suas necessidades básicas para atender a demanda do violentador”, explicou Márcio.

O dia 15 de junho foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Por isso, o Calebe escolheu esse mês para realizar as ações da campanha “Fique atento aos sinais”, que foi idealizada em 2018 e que a partir de então, será realizada anualmente.

Em 2018, a campanha beneficiou 132 mil idosos. Neste ano, a expectativa é alcançar 300 mil pessoas no Brasil e exterior, visto que o grupo chegou a mais 34 países nos últimos 11 meses.


  • Unicom / Foto: Cedida 



reportar erro