Rede aleluia

Notícias | 19 de maio de 2019 - 00:05


As características de Quem é egoísta na fé

Muitos vão à Igreja para aprender sobre a Palavra, vencer um problema amoroso e conquistar sucesso na vida financeira, mas será que isso é suficiente para Deus?

Correria. Essa palavra define bem a vida de muitas pessoas hoje em dia. Sem tempo, elas vivem lutando contra os ponteiros do relógio para conseguir cumprir suas tarefas e, nessa loucura, deixam vários compromissos para trás, dentre eles evangelizar.

Para muitas, ir à Igreja para ouvir a Palavra é suficiente. Quando o pastor faz o convite para entrar em algum grupo, essas pessoas fecham os ouvidos. Se não sobra tempo durante o dia, como, então, aceitar mais um compromisso?

A micropigmentadora Débora Lílian Batista Maranhão Silva, de 28 anos, (foto abaixo) pensava exatamente assim. “Foi na Universal que venci meus complexos. Conheci a Igreja depois de um convite dos meus pais para assistir a uma palestra. Mas, mesmo com as dificuldades resolvidas, não pensava em ajudar o próximo. Eu era egoísta na fé.”

O sofrimento dos que estavam ao redor não fazia diferença para Débora. “As dores das pessoas não mexiam comigo. Não tinha sede de ganhar almas, mas apenas de ouvir a Palavra e aprender o que fazer para conquistar mais. Já cheguei a negar ajuda para amigas que estavam mal. Fingia que não percebia nada para não ter que fazer alguma coisa”, acrescenta.

Quando a convidavam para evangelizar, ela logo dizia: “não tenho tempo. Meu trabalho toma quase todas as horas do dia e não posso.” Não demorou muito para que ela se visse sozinha. “Mesmo na Igreja, enfrentei novos problemas e me vi sem ninguém. Cheguei até a pensar em suicídio.”

Foi quando ela percebeu que era uma pessoa individualista e, enquanto pensasse apenas em si, não venceria. “Foi quando busquei o Espírito Santo. Arrependida do comportamento que eu tinha, pedi uma chance de conhecê-Lo e tê-Lo sempre comigo. E eu O recebi. Depois disso, tudo mudou”, afirma.

Com o Espírito Santo, a micropigmentadora passou a ter sede de ganhar almas para o Reino de Deus. “Entrei no Grupo de Evangelização e passei a falar do amor de Deus para os sofridos.

Quanto mais participava, mais sentia um gozo na minha alma por poder ajudar. Hoje sou obreira e não tem nada mais gratificante do que poder ganhar pessoas para Jesus. Essa história de não ter tempo era, na verdade, uma desculpa. Organizo minha agenda e consigo fazer mais para a Obra dEle”, conclui.

Quem é de Deus
Segundo o Bispo Edir Macedo, Deus classifica as pessoas que se empenham em levar a Palavra aos sofridos como verdadeiras sábias. “Elas abrem mão da própria vida pela vida de outras pessoas que não fazem parte de seu laço familiar e nem sequer as conhecem.

Obreiros (as), evangelistas, jovens, membros e todos nós, pastores e esposas, sejamos todos sábios: vamos ganhar almas, vamos invadir o inferno para despovoá-lo e para povoarmos o céu. Você pode fazê-lo aí em seu bairro, em sua cidade, em seu Estado, em seu trabalho, na escola, no ônibus, no metrô”, disse o Bispo.

O Senhor Jesus foi claro ao dizer: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”. (Marcos 16.15-16).

Isso sem falar que Ele resumiu todos os dez mandamentos em apenas dois: “Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.” (Lucas 10.17).

Sendo assim, o Bispo Macedo deixa um alerta: “compartilhar, dividir, doar, entregar, sacrificar e proteger não são verbos que o egoísta conjuga. Sobre essas pessoas, o Espírito de Deus disse: ‘Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis.

Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos do mundo do que amigos de Deus.'” (2 Timóteo 3.1-4).

Quando o assunto é conquista pessoal você está dentro de todos os propósitos, mas quando é evangelizar, ajudar o outro, você torce o nariz e diz que não tem tempo? Repense, então, sua vida com Deus.

Será que você se converteu de verdade? O que o Senhor Jesus espera que você faça por Ele após se revelar a você? Lembre-se sempre que a pessoa que é da fé tem sede de ganhar almas seja onde for.

 


  • Ana Carolina Cury / Fotos: Fotolia e Demetrio Koch 



reportar erro