O melhor presente que uma criança pode receber

Por Marcelo Cypriano / Foto: Thinkstock

Embora a criança fosse tida como inferior nos tempos do Velho testamento, alguns dos grandes personagens bíblicos entraram para seus registros ainda com bem pouca idade.

Sara era estéril até que Deus a tornou fértil, como prometera a Abraão. Nasceu Isaque, que veio a ser um dos grandes patriarcas de sua nação.

Moisés, filho de uma escrava, escapou do massacre de inocentes hebreus aplicado pelo faraó da época. Deus armou sua mãe e sua irmã de astúcia para que o cesto em que o pequeno seria lançado no rio Nilo flutuasse como um barquinho, e o bebê fosse encontrado por ninguém menos que a filha do rei, criado por ela como um verdadeiro filho e, posteriormente, o líder do povo liberto da escravidão rumo à Terra Prometida.

Davi era uma criança subestimada até mesmo por seus irmãos mais velhos. Ainda adolescente, o franzino menino matou o gigante filisteu Golias, e veio a ser um dos maiores monarcas da história.

O próprio Senhor Jesus Cristo protagonizou, quando de seu nascimento entre os homens, uma das passagens mais bonitas da Palavra Sagrada. Ainda menino, fez algo tido como ofensivo na época: entrou no Templo para discutir a Lei com os Doutores, as autoridades oficiais no assunto, até ser encontrado por Maria e José, que O haviam perdido durante uma viagem a Jerusalém.

Já adulto, a partir do episódio em que acolheu as criancinhas, o Senhor Jesus estabeleceu que todos são importantes perante Deus independentemente da idade, e individualmente especiais para Ele. Hoje, a educação das crianças quanto aos preceitos de Deus com a família começa bem cedo, fazendo-as parte ativa de uma vida plena com o Pai bem no início dela.

O melhor presente

O que o Senhor Jesus pregou e vários líderes judeus e cristãos entenderam a tempo é que a melhor herança a se deixar para um filho ou filha é o compromisso com Deus. É desde cedo que se começa um relacionamento próximo de amor e respeito para com o Pai.

Por isso mesmo, ao invés de ceder ao consumismo exagerado incentivado por datas como o dito Dia das Crianças – um disfarce de comemoração, puramente comercial –, mais vale investir no dia a dia com os filhos com proximidade física, psicológica e espiritual, servindo aos pequenos como um exemplo de cristão a ser seguido, mostrando a eles a importância do sacrifício, da reverência e da diferença que Deus presente faz em suas vidas que estão apenas começando. Em muito isso contribui para uma vida adulta estável, feliz e plena.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço: Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000