eb3c52f78ce3362254213324871c7984 Namoro sem sexo pode dar certo? - Universal.org

Namoro sem sexo pode dar certo?

Por Ana Carolina Cury / Fotos: Fotolia, Marcelo Alves e Demetrio Koch

No auge dos 54 anos, a cantora e apresentadora Sula Miranda (foto ao lado) é enfática ao dizer: “sexo só depois do casamento”. Tal afirmação chocou os jornalistas e deu o que falar na mídia. Em entrevista exclusiva à Folha Universal, ela explicou por que e quando tomou essa decisão.

“A primeira reação das pessoas é não acreditar, mas foi a minha opção. Escolhi esperar porque ao longo da minha vida tive várias experiências, passei por quatro casamentos que não deram certo e, há 13 anos, entendi que é preciso respeitar as fases de um relacionamento”, afirma.

Desde então, ela busca conhecer melhor o pretendente antes de engatar um namoro e, quando está namorando, observar as atitudes dele. “Já vejo uma grande diferença, porque, agindo assim, evito fazer escolhas erradas. Sem falar que isso é uma orientação de Deus e decidi obedecer porque quero construir uma relação diferente das que já tive”, acrescenta.

A fase de solteiro

Mas, como é para uma celebridade, que já foi casada, resistir às tentações da carne e seguir firme nesse propósito? “É o negar a si mesmo, dizer não todos os dias. Ninguém gosta de dizer não quando o prato de manjar está à sua frente, mas é uma escolha, um sacrifício necessário e que vale a pena, principalmente se quero ser feliz na vida amorosa. Não quero ser tachada de santinha. É apenas mais uma postura que adotei para que eu colha bons frutos”, observa.

Agindo desse modo, ela afirma que percebe rapidamente as intenções dos pretendentes. “No meu caso, há homens que querem estar comigo só para desfilar. Então, muitas vezes, não passa do primeiro café. Muitos, depois que souberam da minha decisão, não me telefonavam para marcar o segundo encontro”, revela.

Ela ressalta que hoje quer ter uma pessoa ao seu lado que tenha o mesmo objetivo dela. “Participo da ‘Terapia do Amor’ e estou sempre investindo nessa área. Muitos relacionamentos começam na cama e só depois vão para sala ter DR (discutir a relação). Prefiro começar na sala, conversar muito e o dia que encontrar a pessoa adequada, aí sim, haverá casamento e intimidade”, diz.

Resistir no namoro

Antes de conhecer Bruno Aparecido Fernandes Gomes, de 29 anos, Jéssica Tomiossi Brandão (foto ao lado), de 26 anos, ambos corretores de imóveis, não via problemas em fazer sexo antes do casamento. “Namorei cinco anos. Foi um relacionamento muito desgastante em que me anulei muito. Era muito carente, dependente dos outros, insegura, não gostava de ficar sozinha, pois, quando isso acontecia, achava que ninguém se importava comigo”, conta.

O namoro chegou ao fim e, sem saber o que fazer, ela optou por sair com vários rapazes. “Tinha necessidade de ‘recuperar o tempo perdido’, então ia para a balada, saía com muitos homens, não pensava nas consequências. Acabei perdendo meu valor e meu respeito, me tornei uma pessoa vazia. Não acreditava mais no amor e achava que todos os homens eram iguais. Depois de agir um ano assim, uma amiga me apresentou ao Bruno”, lembra.

Ele já frequentava as palestras da “Terapia do Amor” e sabia da importância de respeitar as etapas da relação. “Quando começamos a conversar, falei da ‘Terapia do Amor’ e contei várias coisas que me ajudaram a mudar como pessoa e estavam me fazendo mais feliz. Nesse dia deixei um convite para que ela fosse comigo às palestras. Queria ter um namoro inteligente desde o início”, diz.

Essa postura chamou muito a atenção de Jéssica. “Não estava acostumada com esse tipo de atitude. Ele já estava se preparando para um relacionamento antes mesmo de estar em um e o sexo não era prioridade. Aceitei o convite e comecei a ir às palestras com ele. Passei a acreditar de novo no amor e conheci o amor que vem da fé. Hoje estamos namorando e vamos nos casar em 2018”, afirma a jovem.

Toda decisão precisa de atitude, ou seja, para ficar sem sexo antes do casamento é preciso se policiar. “Nós evitamos ficar sozinhos, namorar dentro do carro, extirpamos assuntos que possam levar a pensamentos e atitudes sensuais, evitamos fazer viagens sozinhos. Nem sempre é fácil, pois estamos falando de lutar contra a carne”, conclui Bruno.

Sexo de forma inteligente

Por isso, é importante lembrar que o sexo é bom, mas se não for praticado de forma inteligente pode se tornar um inimigo do amor. “Atendo diversos casais. E muitos deles enfrentam problemas na relação conjugal relacionados à questão sexual. A pressa para se obter essa experiência antes do relacionamento faz com que o casal fique alienado quanto a algumas situações que são importantes analisar antes do sim”, revela a psicóloga Alessandra Souza de Amorim.

No livro Namoro Blindado, os autores Renato e Cristiane Cardoso afirmam que o sexo foi a maneira que Deus designou para formalizar a aliança de casamento entre homem e mulher. “Quando o sexo é feito fora do casamento, ele costuma ser frustrante para a mulher e egoísmo da parte do homem. Vários estudos conceituados revelaram que casais que se casam virgens têm uma taxa de divórcio menor do que aqueles que eram sexualmente ativos antes do casamento. Quando o casal se guarda sexualmente e se prepara para noite de núpcias, as chances de eles terem uma experiência sublime são muito maiores”, citam no livro.

Confira a entrevista na íntegra:

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaela Dias, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 2392-3372

Endereço: Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000