Leia a Bíblia em 1 ano - 45º dia

Da Redação

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento...” Oséias 4.6

Conhecer a Bíblia é muito importante para todos nós, especialmente nos momentos mais difíceis de nossas vidas, pois Deus fala conosco por meio de Sua Palavra. O Espírito Santo nos conduz, nos orienta, e quando passamos por tribulações, Ele nos faz lembrar do que está escrito na Bíblia, de uma Palavra de Deus que nos conforte. Mas só nos lembraremos se tivermos conhecimento Dela.

Por isso, elaboramos um plano para que você leia a Bíblia em 1 ano. Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã. Você verá o quanto isso transformará a sua vida.

Se você já está nesse propósito, acompanhe a leitura de hoje:

Gênesis 46

1. E partiu Israel com tudo quanto tinha, e veio a Berseba, e ofereceu sacrifícios ao Deus de seu pai Isaque.

2. E falou Deus a Israel em visões de noite, e disse: Jacó, Jacó! E ele disse: Eis-me aqui.

3. E disse: Eu sou Deus, o Deus de teu pai; não temas descer ao Egito, porque eu te farei ali uma grande nação.

4. E descerei contigo ao Egito, e certamente te farei tornar a subir, e José porá a sua mão sobre os teus olhos.

5. Então levantou-se Jacó de Berseba; e os filhos de Israel levaram a seu pai Jacó, e seus meninos, e as suas mulheres, nos carros que Faraó enviara para o levar.

6. E tomaram o seu gado e os seus bens que tinham adquirido na terra de Canaã, e vieram ao Egito, Jacó e toda a sua descendência com ele;

7. Os seus filhos e os filhos de seus filhos com ele, as filhas, e as filhas de seus filhos, e toda a sua descendência levou consigo ao Egito.

8. E estes são os nomes dos filhos de Israel, que vieram ao Egito, Jacó e seus filhos: Rúben, o primogênito de Jacó.

9. E os filhos de Rúben: Enoque, Palu, Hezrom e Carmi.

10. E os filhos de Simeão: Jemuel, Jamim, Oade, Jaquim, Zoar e Saul, filho de uma mulher cananéia.

11. E os filhos de Levi: Gérson, Coate e Merari.

12. E os filhos de Judá: Er, Onã, Selá, Perez e Zerá; Er e Onã, porém, morreram na terra de Canaã; e os filhos de Perez foram Hezrom e Hamul.

13. E os filhos de Issacar: Tola, Puva, Jó e Sinrom.

14. E os filhos de Zebulom: Serede, Elom e Jaleel.

15. Estes são os filhos de Lia, que ela deu a Jacó em Padã-Arã, além de Diná, sua filha; todas as almas de seus filhos e de suas filhas foram trinta e três.

16. E os filhos de Gade: Zifiom, Hagi, Suni, Esbom, Eri, Arodi e Areli.

17. E os filhos de Aser: Imna, Isvá, Isvi, Berias e Sera, a irmã deles; e os filhos de Berias: Héber e Malquiel.

18. Estes são os filhos de Zilpa, a qual Labão deu à sua filha Lia; e deu a Jacó estas dezesseis almas.

19. Os filhos de Raquel, mulher de Jacó: José e Benjamim.

20. E nasceram a José na terra do Egito, Manassés e Efraim, que lhe deu Azenate, filha de Potífera, sacerdote de Om.

21. E os filhos de Benjamim: Belá, Bequer, Asbel, Gera, Naamã, Eí, Rôs, Mupim, Hupim e Arde.

22. Estes são os filhos de Raquel, que nasceram a Jacó, ao todo catorze almas.

23. E o filho de Dã: Husim.

24. E os filhos de Naftali: Jazeel, Guni, Jezer e Silém.

25. Estes são os filhos de Bila, a qual Labão deu à sua filha Raquel; e deu estes a Jacó; todas as almas foram sete.

26. Todas as almas que vieram com Jacó ao Egito, que saíram dos seus lombos, fora as mulheres dos filhos de Jacó, todas foram sessenta e seis almas.

27. E os filhos de José, que lhe nasceram no Egito, eram duas almas. Todas as almas da casa de Jacó, que vieram ao Egito, eram setenta.

28. E Jacó enviou Judá adiante de si a José, para o encaminhar a Gósen; e chegaram à terra de Gósen.

29. Então José aprontou o seu carro, e subiu ao encontro de Israel, seu pai, a Gósen. E, apresentando-se-lhe, lançouse ao seu pescoço, e chorou sobre o seu pescoço longo tempo.

30. E Israel disse a José: Morra eu agora, pois já tenho visto o teu rosto, que ainda vives.

31. Depois disse José a seus irmãos, e à casa de seu pai: Eu subirei e anunciarei a Faraó, e lhe direi: Meus irmãos e a casa de meu pai, que estavam na terra de Canaã, vieram a mim!

32. E os homens são pastores de ovelhas, porque são homens de gado, e trouxeram consigo as suas ovelhas, e as suas vacas, e tudo o que têm.

33. Quando, pois, acontecer que Faraó vos chamar, e disser: Qual é o vosso negócio?

34. Então direis: Teus servos foram homens de gado desde a nossa mocidade até agora, tanto nós como os nossos pais; para que habiteis na terra de Gósen, porque todo o pastor de ovelhas é abominação aos egípcios.

Lucas 1

1. Tendo, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram,

2. Segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio, e foram ministros da palavra,

3. Pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelente Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o princípio;

4. Para que conheças a certeza das coisas de que estás informado.

5. Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel.

6. E eram ambos justos perante Deus, andando sem repreensão em todos os mandamentos e preceitos do Senhor.

7. E não tinham filhos, porque Isabel era estéril, e ambos eram avançados em idade.

8. E aconteceu que, exercendo ele o sacerdócio diante de Deus, na ordem da sua turma,

9. Segundo o costume sacerdotal, coube-lhe em sorte entrar no templo do Senhor para oferecer o incenso.

10. E toda a multidão do povo estava fora, orando, à hora do incenso.

11. E um anjo do Senhor lhe apareceu, posto em pé, à direita do altar do incenso.

12. E Zacarias, vendo-o, turbou-se, e caiu temor sobre ele.

13. Mas o anjo lhe disse: Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João.

14. E terás prazer e alegria, e muitos se alegrarão no seu nascimento,

15. Porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será cheio do Espírito Santo, já desde o ventre de sua mãe.

16. E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus,

17. E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto.

18. Disse então Zacarias ao anjo: Como saberei isto? pois eu sou velho, e minha mulher avançada em idade.

19. E, respondendo o anjo, disse-lhe: Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus, e fui enviado a falar-te e dar-te estas alegres novas.

20. E eis que ficarás mudo, e não poderás falar até ao dia em que estas coisas aconteçam; porquanto não creste nas minhas palavras, que a seu tempo se hão de cumprir.

21. E o povo estava esperando a Zacarias, e maravilhava-se de que tanto se demorasse no templo.

22. E, saindo ele, não lhes podia falar; e entenderam que tinha tido uma visão no templo. E falava por acenos, e ficou mudo.

23. E sucedeu que, terminados os dias de seu ministério, voltou para sua casa.

24. E, depois daqueles dias, Isabel, sua mulher, concebeu, e por cinco meses se ocultou, dizendo:

25. Assim me fez o Senhor, nos dias em que atentou em mim, para destruir o meu opróbrio entre os homens.

26. E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré.

27. A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.

28. E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.

29. E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta.

30. Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus.

31. E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus.

32. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai;

33. E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.

34. E disse Maria ao anjo: Como se fará isto, visto que não conheço homem algum?

35. E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.

36. E eis que também Isabel, tua prima, concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril;

37. Porque para Deus nada é impossível.

38. Disse então Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela.

39. E, naqueles dias, levantando-se Maria, foi apressada às montanhas, a uma cidade de Judá,

40. E entrou em casa de Zacarias, e saudou a Isabel.

41. E aconteceu que, ao ouvir Isabel a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre; e Isabel foi cheia do Espírito Santo.

42. E exclamou com grande voz, e disse: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre.

43. E de onde me provém isto a mim, que venha visitar-me a mãe do meu Senhor?

44. Pois eis que, ao chegar aos meus ouvidos a voz da tua saudação, a criancinha saltou de alegria no meu ventre.

45. Bem-aventurada a que creu, pois hão de cumprir-se as coisas que da parte do Senhor lhe foram ditas.

46. Disse então Maria: A minha alma engrandece ao Senhor,

47. E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador;

48. Porque atentou na baixeza de sua serva; Pois eis que desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada,

49. Porque me fez grandes coisas o Poderoso; E santo é seu nome.

50. E a sua misericórdia é de geração em geração Sobre os que o temem.

51. Com o seu braço agiu valorosamente; Dissipou os soberbos no pensamento de seus corações.

52. Depôs dos tronos os poderosos, E elevou os humildes.

53. Encheu de bens os famintos, E despediu vazios os ricos.

54. Auxiliou a Israel seu servo, Recordando-se da sua misericórdia;

55. Como falou a nossos pais, Para com Abraão e a sua posteridade, para sempre.

56. E Maria ficou com ela quase três meses, e depois voltou para sua casa.

57. E completou-se para Isabel o tempo de dar à luz, e teve um filho.

58. E os seus vizinhos e parentes ouviram que tinha Deus usado para com ela de grande misericórdia, e alegraram-se com ela.

59. E aconteceu que, ao oitavo dia, vieram circuncidar o menino, e lhe chamavam Zacarias, o nome de seu pai.

60. E, respondendo sua mãe, disse: Não, porém será chamado João.

61. E disseram-lhe: Ninguém há na tua parentela que se chame por este nome.

62. E perguntaram por acenos ao pai como queria que lhe chamassem.

63. E, pedindo ele uma tabuinha de escrever, escreveu, dizendo: O seu nome é João. E todos se maravilharam.

64. E logo a boca se lhe abriu, e a língua se lhe soltou; e falava, louvando a Deus.

65. E veio temor sobre todos os seus vizinhos, e em todas as montanhas da Judéia foram divulgadas todas estas coisas.

66. E todos os que as ouviam as conservavam em seus corações, dizendo: Quem será, pois, este menino? E a mão do Senhor estava com ele.

67. E Zacarias, seu pai, foi cheio do Espírito Santo, e profetizou, dizendo:

68. Bendito o Senhor Deus de Israel, Porque visitou e remiu o seu povo,

69. E nos levantou uma salvação poderosa Na casa de Davi seu servo.

70. Como falou pela boca dos seus santos profetas, desde o princípio do mundo;

71. Para nos livrar dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam;

72. Para manifestar misericórdia a nossos pais, E lembrar-se da sua santa liança,

73. E do juramento que jurou a Abraão nosso pai,

74. De conceder-nos que, Libertados da mão de nossos inimigos, o serviríamos sem temor,

75. Em santidade e justiça perante ele, todos os dias da nossa vida.

76. E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, Porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos;

77. Para dar ao seu povo conhecimento da salvação, Na remissão dos seus pecados;

78. Pelas entranhas da misericórdia do nosso Deus, Com que o oriente do alto nos visitou;

79. Para iluminar aos que estão assentados em trevas e na sombra da morte; A fim de dirigir os nossos pés pelo caminho da paz.

80. E o menino crescia, e se robustecia em espírito. E esteve nos desertos até ao dia em que havia de mostrar-se a Israel.

Jó 13

1. Eis que tudo isto viram os meus olhos, e os meus ouvidos o ouviram e entenderam.

2. Como vós o sabeis, também eu o sei; não vos sou inferior.

3. Mas eu falarei ao Todo-Poderoso, e quero defender-me perante Deus.

4. Vós, porém, sois inventores de mentiras, e vós todos médicos que não valem nada.

5. Quem dera que vos calásseis de todo, pois isso seria a vossa sabedoria.

6. Ouvi agora a minha defesa, e escutai os argumentos dos meus lábios.

7. Porventura por Deus falareis perversidade e por ele falareis mentiras?

8. Fareis acepção da sua pessoa? Contendereis por Deus?

9. Ser-vos-ia bom, se ele vos esquadrinhasse? Ou zombareis dele, como se zomba de algum homem?

10. Certamente vos repreenderá, se em oculto fizerdes acepção de pessoas.

11. Porventura não vos espantará a sua alteza, e não cairá sobre vós o seu terror?

12. As vossas memórias são como provérbios de cinza; as vossas defesas como defesas de lodo.

13. Calai-vos perante mim, e falarei eu, e venha sobre mim o que vier.

14. Por que razão tomarei eu a minha carne com os meus dentes, e porei a minha vida na minha mão?

15. Ainda que ele me mate, nele esperarei; contudo os meus caminhos defenderei diante dele.

16. Também ele será a minha salvação; porém o hipócrita não virá perante ele.

17. Ouvi com atenção as minhas palavras, e com os vossos ouvidos a minha declaração.

18. Eis que já tenho ordenado a minha causa, e sei que serei achado justo.

19. Quem é o que contenderá comigo? Se eu agora me calasse, renderia o espírito.

20. Duas coisas somente não faças para comigo; então não me esconderei do teu rosto:

21. Desvia a tua mão para longe, de mim, e não me espante o teu terror.

22. Chama, pois, e eu responderei; ou eu falarei, e tu me responderás.

23. Quantas culpas e pecados tenho eu? Notifica-me a minha transgressão e o meu pecado.

24. Por que escondes o teu rosto, e me tens por teu inimigo?

25. Porventura acossarás uma folha arrebatada pelo vento? E perseguirás o restolho seco?

26. Por que escreves contra mim coisas amargas e me fazes herdar as culpas da minha mocidade?

27. Também pões os meus pés no tronco, e observas todos os meus caminhos, e marcas os sinais dos meus pés.

28. E ele me consome como a podridão, e como a roupa, à qual rói a traça.

O que você aprendeu com a leitura de hoje? Deixe o seu comentário.

E não desanime. Continue firme para ler a Bíblia em 1 ano, aqui no Universal.org.

Acompanhe a leitura do 44º dia clicando aqui.

Acompanhe a leitura do 46º dia clicando aqui.

Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço: Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000