“Jesus não vai dar água a quem não tem sede”

Por Núbia Onara / Foto: Thinkstock

Qual seria o critério de Deus para batizar uma pessoa com o Espírito Santo?

Seria o tempo dela de Igreja?

Seria pela beleza?

Será que é a perfeição que ela possui?

Não, provavelmente se esses fossem critérios não existiria ninguém com o Espírito Santo.

Agora pense: O que faria você dar água a alguém? Claro que o fato de a pessoa estar com sede. Assim é o Senhor Jesus. Ele não vai dar a Água da Vida a quem não tem sede. A pessoa que quer o Espírito Santo tem que buscar sedenta e, por causa disso, ela é zelosa. Há um cuidado com as coisas de Deus, ela procura fazer o melhor possível, nos mínimos detalhes, porque ela deseja Deus mais do que tudo. Deus observa isso.

O bispo Adilson Silva, responsável pelo trabalho da Universal no Rio Grande do Sul, explica que a busca pelo Espírito Santo não começa quando a pessoa vai à igreja e o pastor começa a oração. Essa busca é o dia todo, quando a pessoa se desvia do pecado, quando luta contra o seu eu. Se Deus não observar isso, Ele não vai revelar a intimidade dEle:

“E, estando Ele em Jerusalém pela páscoa, durante a festa, muitos, vendo os sinais que fazia, creram no Seu nome. Mas o mesmo Jesus não confiava neles, porque a todos conhecia; E não necessitava de que alguém testificasse do homem, porque Ele bem sabia o que havia no homem.” João 2.23-25

O Senhor Jesus sabia que aquela admiração que tantas pessoas tinham por Ele era apenas por causa dos sinais que fazia. Criam da boca para fora, mas a maioria não queria um compromisso, e por isso Ele não se revelava.

Matando a velha natureza

Muitos acreditam que deixar os hábitos da velha criatura é uma obra Divina. Só que não:

"Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra...” Colossenses 3.5

“Não é Deus quem vai sepultar a velha natureza, é você. Enquanto a pessoa não lutar contra a natureza pecaminosa dela, ela não nasce de Deus”, ressalta o bispo Adilson.

Os versículos que seguem no capítulo 3 de Colossenses explicam exatamente que comportamentos são esses que precisamos eliminar.

Quando Deus vê a disposição da pessoa em combater em sua própria vida todos esses males, aí Ele dá a ela o Seu Espírito, que é o Reino de Deus dentro da pessoa, guiando-a no caminho da justiça.

Valorize o Espírito Santo e priorize a busca dEle em sua vida. O Jejum de Daniel é o propósito mais importante da Igreja exatamente por essa razão. Durante 21 dias não estaremos buscando bênçãos, mas o próprio Abençoador. Abrimos mão das distrações que este mundo oferece para concentrar os nossos pensamentos em tudo o que diz respeito a Deus: à Sua Palavra, a passarmos mais tempo com Ele em oração, em nos corrigirmos naquilo que O desagrada. É claro que isso não será só nesses poucos dias, mas eles são o início.

Se você teve essa experiência com Deus em alguma edição do Jejum de Daniel, deixe um comentário. Ele poderá ajudar outras pessoas.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente