Hora de reformar o Brasil

Por Marcos Pereira (*)

O Brasil passa por um processo de limpeza no seu sistema político. Nunca antes na história do País o poder teve sua nudez exposta como agora. Pela primeira vez desde a consolidação da República, testemunhamos tantos homens poderosos – sejam grandes empreiteiros, sejam políticos e agentes públicos – serem presos e condenados.

Há em curso um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Ela é acusada de maquiar as contas públicas, com o intuito de melhorar o balanço. Ela também é responsabilizada, de acordo com a denúncia, de conhecer a corrupção na Petrobras, que destruiu a maior empresa pública do Brasil, e de não ter feito nada para impedi-la.

A Procuradoria-Geral da República pediu, no dia 16 de dezembro, o afastamento do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara. Ele é acusado de mentir em depoimento numa CPI quando negou possuir contas em bancos no exterior. Ele também responde processo por corrupção e lavagem de dinheiro.

O clima político tenso incide diretamente na economia brasileira. A recessão atinge em cheio o País. Mais de 1 milhão de pessoas perderam seus empregos e a dívida pública aumentou. O governo estourou suas contas e até mesmo os programas sociais correm risco de terem os repasses suspensos. Regredimos, em vez de crescer.

Todo esse cenário desolador, por absurdo que pareça, pode ser positivo. Desde a redemocratização em 1985 não se via esse desejo genuíno de passar o Brasil a limpo. As nossas instituições estão solidificadas e em pleno funcionamento, o que garante, embora a escuridão do momento, uma luz no fim do túnel. Precisamos agir.

Temos a oportunidade de depurar a política brasileira e eliminar tudo aquilo que não presta. É hora de mulheres e homens republicanos de verdade se levantarem para dar um basta à corrupção e à ineficiência do Estado. O cidadão não suporta mais ser penalizado pelos desmandos daqueles que conduzem a nação.

Os partidos sérios devem se unir em defesa do Brasil em uma postura muito além da mesquinha troca de cargos públicos por apoio. O bonde da história está passando. E está praticamente vazio. São poucos os que querem consertar o País verdadeiramente, mas eles existem. Essas pessoas, mais do que nunca, precisam do apoio de toda a nação.

Compartilhe nas redes sociais.

(*) Marcos Pereira é presidente nacional do PRB

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente