Homem no controle

Por Eduardo Prestes / Fotos: Fotolia

As relações de amizade, a convivência com os colegas de trabalho, o casamento e a própria vida, de modo geral, impõem desafios que, muitas vezes, mexem com os sentimentos do homem. Por toda parte, ele se depara com situações que podem levar da simples indignação ao extremo da raiva. São acontecimentos que evidenciam a dissolução dos costumes e o testam quase o tempo todo.

É o jovem que senta no banco do idoso dentro do metrô ou o ônibus que atrasa quando ele teria que estar mais cedo no trabalho ou as longas horas no trânsito engarrafado que transformam todos os motoristas em adversários de uma competição em que todos só querem chegar o mais rápido possível aos seus destinos.

Não vamos esquecer do colega de escritório que se mostra mau-caráter e inventa algo a seu respeito para dar um "chega para lá" em você quando está pintado aquela promoção. Também não dá para deixar de falar nas discussões com a esposa e até os pequenos acontecimentos do dia a dia que vão aumentando essa bolha de emoções que uma hora acaba estourando

Por isso, quem não souber lidar com as situações similares às citadas acima e não aprender a ter o domínio completo de suas emoções, pode vir a descontar as frustrações nas pessoas que mais ama ou naquelas que não têm nada a ver com o que aconteceu. O pior disso tudo é que o homem é recorrente no quesito “se deixar levar pelas emoções”.

O que fazer?

Quem não tem controle acaba vivenciando sentimentos limitantes e enfraquecedores, como a raiva, o estresse, a tristeza, a frustração, a angústia, o medo, a solidão, a ansiedade e a depressão. Controlá-los é uma habilidade que todos deveriam ter. Para ajudar na resolução do problema é preciso que você, em primeiro lugar, tenha em mente que todas as emoções que experimenta são criadas por você mesmo, em sua mente, de acordo com os seus valores pessoais, suas regras e crenças.

Se alguém "corta" você no trânsito, por exemplo, você logo entende que a intenção do outro é negativa. E, quando você diz a si mesmo que o outro não se importa com você, sentimentos pessimistas, como a raiva, surgem como um tipo de defesa a seu favor. Só que isso não resolve o problema. Ao contrário, pode tornar a situação até pior do que estava.

Agora imagine: e se você soubesse lidar exatamente com cada sentimento ruim no momento em que ele se manifesta? Para isso, o primeiro passo é identificar aquilo que for negativo e que está “querendo” controlar você e substituí-lo por um positivo, como a calma, a coragem, a determinação, a inteligência, a criatividade, a fé, a paciência ou a alegria. Quanto mais você amplia a sua percepção em relação aos acontecimentos que não estão no seu controle, mais opções positivas você cria.

Nesse momento, você passa não só a dominar as suas emoções como também a controlar o seu foco. Sai daquele lugar comum no qual a reação negativa descontrolada é a solução para qualquer situação adversa e assume uma postura de domínio sobre o que está ocorrendo, sem deixar que os sentimentos negativos afetem o seu julgamento e interfiram nas suas ações. Ou seja, você agora detém o controle. Exercite isso, pois fará muita diferença em sua vida. Afinal, os sentimentos não foram criados para controlar o homem, mas sim o contrário.

Deixe de ser escravo

A grande maioria de seus problemas se deve ao fato de você viver escravo dos seus sentimentos. Quando você perde o controle de seu temperamento e briga em casa com seus familiares, por exemplo, nada mais é do que você se entregando aos sentimentos. Como resolver isso? Vencendo-os. Veja mais em: http://bit.ly/2fxyYy2

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço: Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000