FJU dá um show de bola no Engenhão

Por Ivonete Soares / Fotos: Reprodução da internet

45 mil jovens reuniram-se no domingo, 22 de outubro, no Estádio Nilton Santos, popularmente conhecido como Engenhão - localizado na zona norte da cidade do Rio de Janeiro - com o objetivo de celebrar a vida em um evento promovido pelo grupo Força Jovem Universal (FJU).

Intitulado como “Vale a pena viver: o Reencontro”, do Projeto Cultura, o movimento faz parte das inúmeras ações da FJU, cujo objetivo foi trazer de volta os jovens afastados da presença de Deus e desconectá-los um pouco da internet - já que praticamente a maioria hoje vive ligada apenas em tecnologia, enclausurada, pouco interage -, além de permitir que vivenciem momentos agradáveis na companhia de amigos ou até de fazer novos colegas.

O esporte, porém, é um grande aliado dos jovens, por isso, nesse dia em especial, a FJU uniu o útil ao agradável e, claro, não poderia faltar a tradicional partida de futebol, que contou com a participação do ex-jogador Donizete. Ele já passou por grandes clubes como Vasco, Botafogo, Palmeiras e Cruzeiro. Outro jogador profissional que participou do evento foi Edno Roberto, do América Mineiro, abrilhantando ainda mais o jogo.

Além da partida, um grande espetáculo cultural apresentado pelos jovens do grupo, cujo tema foi "Da África para o Brasil, a história que ninguém viu!", coloriu o estádio em uma performance para lá de especial.

O ator Sandro Rocha, da Record TV, também prestigiou o evento e, da torcida, mostrou-se bastante animado com a partida. “Parece que estou em dia de final, de clássico, estou bastante animado; vai ser muito bom participar, contribuir para esta festa; quando a gente vê um estádio lotado de jovens, praticando esportes, dançando, isso dá uma esperança, sabe?”, comentou à reportagem da emissora.

Os bispos Sergio Corrêa, responsável dos obreiros da Universal em todo o País; Marcello Brayner, coordenador geral da FJU, e Jadson Santos (responsável do trabalho da Universal no estado) também estavam presentes e, do gramado, ressaltaram a importância desses movimentos juvenis.

“O esporte, de um modo geral, une os povos, especialmente o futebol, e em se tratando de Brasil, ainda mais, então, aqui temos jovens que nunca pisaram em uma Universal, mas foram atraídos por conta desse trabalho”, enfatizou o bispo Sergio.

Já o coordenador do evento, bispo Marcello (foto abaixo), ressaltou que ver tantos jovens reunidos, nos dias de hoje, é uma realização, “já que é uma dificuldade fazê-los se desconectar de tantas coisas nocivas (encontradas na internet) para se voltar ao esporte, mas não apenas isso, interagir, fazer novas amizades e entender que o mundo real é esse aqui, e não o mundo virtual, que aliás, nem sempre é positivo”, comentou.


Acompanhe a reportagem completa, clicando aqui.

Quer conhecer mais sobre o trabalho do grupo em todo o País? Acesse e curta o perfil oficial do coordenador no Facebook, bispo Marcello Brayner. Para outras informações, procure a Universal mais perto de sua casa e se informe com o pastor responsável.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente