Evento “Vale a Pena Viver” na Namíbia ajuda jovens a recuperar a autoestima e a confiança em si mesmos

Por Michele Roza / Fotos: Cedidas

O grupo Força Jovem Universal (FJU) vem alcançando a juventude por meio de diversas atividades e campanhas no mundo todo. Ações como o “Vale a Pena Viver” oferece aos jovens uma oportunidade de resgatar a autoestima, a confiança em si mesmos e, principalmente, a fé em Deus.

Recentemente, o grupo FJU da Namíbia realizou uma grande ação com os jovens da capital do país africano. A cidade de Windhoek recebeu pela primeira vez o evento “Vale a Pena Viver”, no anfiteatro do parque ecológico Zoo Park.

Segundo o bispo Alaor Passos, responsável pela Universal na Namíbia, a juventude não somente no país, mas no continente africano em geral, compõe a maioria da população e uma parte dela está envolvida com drogas, prostituição e, além disso, os casos de suicídio de jovens têm aumentado. Por isso, é tão importante o trabalho como o da FJU.

O jovem estudante Vaino Lidehenga, de 23 anos, por exemplo, foi viciado em drogas e teve muitos problemas de relacionamento com a família. Achou que tivesse perdido todas as oportunidades quando decidiu mudar, verdadeiramente, de vida e conhecer a Deus.

“Comecei a fumar maconha aos 18 anos. Tornei-me um jovem problemático e me rebelei contra meus pais. Comecei a viver uma vida de promiscuidade. Nunca tive respeito pelas mulheres. Decidi mudar de vida quando quase fui esfaqueado em um assalto, eu sabia que se morresse, iria para o inferno. Foi quando entendi sobre a importância da minha Salvação. Deixei as amizades erradas, abandonei tudo o que me afastava de Deus. Dediquei-me, investi na minha vida espiritual e Deus me selou com o Espírito Santo. Hoje estou no terceiro ano na universidade de economia e, por estar entre os melhores alunos, ganhei uma bolsa de estudos na Suíça”, relatou o jovem.

Recuperar a autoestima e a confiança

Cerca de 3.200 jovens estiveram presentes no local do evento e outros 2 mil assistiram por videoconferência de outras localidades do país. O objetivo do evento foi mostrar aos presentes, por meio de testemunhos de outros jovens integrantes do grupo FJU, que vale a pena viver. O evento também contou com a apresentação de peças de teatro encenando histórias reais de jovens que venceram adversidades, bem como apresentações musicais.

“A força do jovem não está somente no corpo saudável e resistente, mas no poder de escolha. Infelizmente, muitos estão usando a sua força de uma maneira errada o que os têm levado a não querer viver mais, porque se encontram fracos e debilitados. Eles estão em um momento de decisão que afetará os anos seguintes. Por isso, se tomarem essa decisão certa hoje, serão fortes e receberão vida”, orientou o bispo Alaor durante o evento.

Os jovens foram convidados a se aproximarem do bispo e dos que deram seus testemunhos e uma oração foi realizada por todos, especialmente por aqueles que estão buscando forças para ter uma nova vida.

A jovem, recém-formada em Contabilidade, Tangi Nghinamhito, de 22 anos, já foi um desses jovens em busca de uma verdadeira mudança de vida. Ao engravidar, ainda no primeiro ano da faculdade, ela se viu perdida, quase abandonou os estudos e, por consequência, o futuro dela.

“Eu me enxergava como uma inútil, me sentia desprezada, deprimida e confusa, o que me fazia querer abandonar a universidade. Perdi a visão pelo futuro, a única saída que eu enxergava era o suicídio. No meu fundo do poço, uma amiga me convidou para ir à Igreja. Eu tinha tanta sede por uma nova vida, cheguei decidida a mudar. Abandonei amizades erradas e me envolvi com a FJU. Eu obedeci aos ensinamentos que recebi e fui completamente transformada. Hoje estou salva. A Força Jovem ajudou-me a me valorizar e a recuperar minha autoestima”, afirmou.

Quer saber mais sobre as ações da Força Jovem Universal que acontecem em todo o Brasil e em diversas partes do mundo? Acesse a página oficial no Facebook do grupo, clicando aqui. Para outras informações e como se tornar um voluntário, procure a Universal mais perto da sua casa.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente