“Eu não aceitei ficar paraplégica”

Por Michele Francisco / Fotos: Marcelo Alves

A assessora comercial Eliana Cassia da Silva (foto ao lado), de 48 anos, caiu no quintal da própria casa e bateu a cabeça e o ombro no chão de concreto em 2015. As dores foram intensas. E se tornaram, a partir daquele momento, um grande sofrimento na vida dela.

“Tive que ir ao hospital diversas vezes, já que precisava de remédios para aliviar a dor. A princípio, os médicos achavam que era algum problema na cabeça. Fiz várias ressonâncias, mas não descobriam nada”, relatou.

Eliana sentia um incômodo muito grande e isso a impedia de realizar suas atividades de rotina. Por esse motivo, ela foi afastada do trabalho.

O médico, ciente de que ela não teria as mesmas condições físicas de voltar ao emprego, forneceu uma declaração para que ela pudesse dar entrada na aposentadoria.

Depois de dois meses realizando vários exames e sem obter um diagnóstico preciso, Eliana foi encaminhada para o ortopedista. O especialista solicitou novos exames e verificou que Eliana estava com um problema na cervical.

Ela estava com uma hérnia na coluna cervical, que estava comprimindo a medula óssea. A região estava bem inflada, de tal maneira que formou um nódulo grande na região abaixo da nuca. “O médico me disse que se eu não operasse ficaria paraplégica. Eu não aceitei ouvir aquilo, pois sabia que jamais ficaria nessa condição.”

O problema, além de provocar fortes dores de cabeça, estava causando dormência nos braços e nas pernas. Os especialistas não queriam perder tempo e logo deram andamento para a realização da cirurgia.

Eliana se revoltou contra a situação, pois sabia que uma cirurgia na coluna seria um procedimento arriscado.

Ela já frequentava a Universal havia quase uma década e as incertezas daquele momento despertaram nela a vontade de colocar em prática tudo que havia aprendido ao longo dos anos sobre a fé inteligente.

Eliana passou a frequentar as reuniões de cura e perseverou em orações e propósitos. “Todos os dias eu usava a água do milagre e cria que aquela circunstância seria superada”, contou.

“No dia em que me reuni com a junta médica que iria me operar, o médico disse que não era necessário nenhum procedimento. Eu fiquei espantada quando ele disse que a minha coluna estava limpa, não tinha nada na medula”, relata.

Eliana saiu do hospital convicta de que estava curada e de que Deus havia se manifestado na coluna dela. Hoje ela é uma pessoa saudável e tem uma vida ativa e normal.

Hérnia de disco

Ocorre quando parte de um disco intervertebral (localizado entre as vértebras da coluna e que funciona como amortecedor) sai de sua posição normal. Ele comprime as raízes dos nervos que se ramificam a partir da medula espinhal e que se deslocam da coluna espinhal e causa pressão sobre os nervos e dor

Fonte: Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED)

Sintomas

Dor nos braços ou nas pernas, dependendo do local onde está a hérnia:

- Na região lombar: as dores estarão concentradas nos membros inferiores

- Na região cervical (nuca), as áreas mais afetadas por dores serão os membros superiores e os ombros

A pessoa com hérnia ainda pode sentir fraqueza e sensação de formigamento. Procure auxílio médico se você apresentar uma dor forte e persistente nas costas ou tiver qualquer sensação de dormência, perda de movimento, fraqueza ou alterações de hábitos urinários e intestinais

Muitas pessoas fazem e recebem orações para tratar doenças incuráveis nas reuniões de cura e libertação da Universal. As correntes acontecem todas as terças-feiras, em todo o Brasil. Veja o endereço da Universal mais próxima em universal.org/enderecos .

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente