Ela deixou o passado abusivo e conheceu o novo amor

Por Ana Carolina Cury / Fotos: Cedidas

Não é fácil para uma mulher reconhecer que está em um relacionamento abusivo. Na vida amorosa, Vanúbia Gonçalves dos Santos (foto abaixo), de 35 anos, artesã, era exposta a maus-tratos diariamente, mas sempre acreditava que o parceiro mudaria. “Com ele, aprendi a beber. Não havia respeito na relação, as brigas eram constantes. Em alguns momentos eu tentava romper aquele namoro, mas não conseguia”, se lembra.

Toda vez que a artesã tentava terminar o relacionamento, o ex-namorado pedia uma nova chance. “Ele não aceitava o término, era possessivo e falava que eu era dele. Me recordo o dia em que ele foi até a minha casa e, porque não abri a porta, ele quebrou o portão.Ele estava completamente transtornado, chegou ao ponto de me agredir verbal e fisicamente. Os vizinhos chamaram até a polícia”, diz.

Depois desse episódio, ele voltou a pedir perdão e Vanúbia aceitou. “Resolvi dar outra chance. Larguei meu trabalho na Bahia e fui para São Paulo com ele. Acreditava que tudo seria diferente, só que não foi. Passados alguns meses, ele voltou a ser a mesma pessoa de antes, não me deixava trabalhar nem ter amizades. Era agressivo e ciumento. Até que, em dezembro de 2009, cansada de sofrer, fugi desse relacionamento e acabei com tudo.”

Novo amor

Meses após o fim da relação, Vanúbia conheceu Williams Gonçalves Costa dos Santos, de 28 anos, motorista, durante um evento em família. Começaram a se conhecer melhor, iniciaram o namoro e foram morar juntos. Uma nova relação, mas que poderia ter o mesmo final. “Moramos juntos por sete anos. Foi um período de muitos altos e baixos. Meu pai, que frequentava a ‘Terapia do Amor’, acompanhava nossas dificuldades e sempre me convidava para participar com ele. Em maio de 2016, aceitei o convite e durante as palestras entendi que precisava cuidar do meu interior e conhecer o verdadeiro amor”, conta.

Williams, notando a mudança na companheira, passou a frequentar as palestras com ela e pôde compreender a importância da oficializar a união e apresentá-la a Deus. “Quando entendi o real significado do casamento e fiquei sabendo da Celebração dos Casamentos, no Templo de Salomão, não pensei duas vezes. Pedi a mão da Vanúbia em casamento e ela aceitou na hora”, diz ele.

A oficialização

“Fizemos o curso Casamento Blindado e nos casamos no civil. Realizei dois sonhos no dia 30 de março de 2017: o de me casar e o de conhecer o Templo de Salomão. Foi maravilhoso, inesquecível e fez toda a diferença para a nossa relação”, conclui a artesã.

Williams se recorda da data com alegria. “Fizemos uma seção de fotos na Esplanada do Templo com amigos e familiares. Logo depois fomos direcionados para uma recepção maravilhosa. Em seguida, fomos levados ao Santuário do Templo de Salomão para a realização da cerimônia que emocionou todos ali presentes. Foi extraordinário.”

Quem deseja se casar na Universal pode acessar o site universal.org/casamento ou entrar em contato pelo setorcasamentos@universal.org.br ou pelos telefones (11) 5644-5012/5163/5208

Para saber mais como resolver os problemas da vida amorosa, participe das palestras da Terapia do Amor, todas às quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente