Divórcio x casamento

Por Andre Batista / Imagem: Fotolia

No Brasil, a cada dia diminui o número de casamentos. Já o número de divórcios aumenta. Isso é o que mostra a última pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que foi divulgado em novembro e se refere ao total de procedimentos legais no ano de 2016.

De acordo com os números apresentados, houve queda de 3,7% no número de casamentos registrados, totalizando 1.095.535 uniões civis. Em contrapartida, houve um aumento de 4,7% de divórcios, totalizando 344.526 separações.

No meio dessa multidão de famílias desmanchadas encontram-se as crianças abandonadas ou tornadas motivos de disputa dos pais. Das quase 345 mil famílias desfeitas, 47,5% possuíam filhos menores de idade. Desses, apenas 16,9% conseguem guarda compartilhada. Os outros passam a conviver muito mais com um dos pais do que com o outro, sendo que, a maioria, passa a viver apenas com a mãe (78,8%).

Mas por que isso acontece? Por que tantas famílias são destruídas? A resposta, quase sempre, está mais perto do que o divorciado imagina.

O erro de quase todos os casais

“Sempre os dois estão errando, em qualquer casamento, mas normalmente um acha que o outro está errando mais”. Quem afirma é o escritor Renato Cardoso, coautor do livro “Casamento Blindado 2.0 – Seu Casamento à Prova de Divórcio”. De acordo com ele, a pessoa, geralmente, “não consegue enxergar os próprios erros e fica condicionando a sua mudança à mudança do outro: Eu enxergo os erros, mas os seus são maiores do que os meus, então se você mudar eu mudo. Então fica nesse impasse e nenhum muda.”

O resultado é um casamento que se arrasta por muito tempo se tornando cada vez mais destrutivo. Isso prejudica o homem, a mulher e os filhos. E, muitas vezes, aumenta as estatísticas sobre divórcios.

É o que acontecia com Jéssica e Eduardo que, felizmente, conseguiram evitar o final trágico de uma relação que ainda poderia ser feliz.

“Eu achava que a única pessoa que precisava de ajuda era ela. Eu dizia: ela é o problema, eu não tenho problema. Eu sou a solução dos problemas dela e ela não está vendo isso”.

Essa frase foi dita por Eduardo, que trabalhava quase 20 horas por dia, não dava atenção para sua esposa, brigava por ciúmes e, em determinada fase do casamento, traía a esposa.

Já Jéssica, que também tinha ataques de ciúmes, ainda estava estudando e, portanto, não trabalhava fora de casa. Entretanto, dentro de casa ela também não fazia sua parte. A moça não realizava uma única tarefa doméstica e passava seus dias assistindo televisão. O descaso para com seu marido era tão grande que ela também chegou a ser infiel.

Os problemas cresceram a tal ponto que Eduardo acreditou que o casamento já havia acabado. Ele até procurou uma nova esposa, com a qual manteve um relacionamento de três meses. Eduardo avisou Jéssica de que já tinha uma nova mulher e foi aí que a sogra dela interferiu na relação.

Primeiro ela, depois ele

“Ela me falou: vou te levar num lugar, vou te dar um livro e você vai ter que começar a colocar isso em prática se você quiser o seu casamento de volta, o seu marido de volta. E aí ela me deu o livro ‘Casamento Blindado’ e eu comecei a ler. Cheguei nas palestras, mas eu cheguei sem esperança nenhuma, aquela era a última porta mesmo”, conta Jéssica.

Esse presente dado pela sogra abriu os olhos da moça. Ela percebeu que também estava cometendo muitos erros e, fosse nesse ou em outro casamento, aquele comportamento dela jamais traria felicidade.

“A gente consegue mudar tudo a nossa volta com a nossa mudança. Devemos fazer as coisas primeiro para nosso benefício e depois o resto vem com o tempo”, afirma Jéssica.

Isso foi o que aconteceu em sua vida. Colocando em prática o que ouvia nas palestras, ela se tornou uma pessoa dedicada a ela e ao casamento. A consequência foi que Eduardo também percebeu o quanto estava errado e queria fazer aquela relação dar certo.

“Eu estava errando em tanta coisa e era tanta coisa pequena, mas que para ela era uma coisa gigante. E dia após dia, palestra após palestra, a gente foi colocando em prática e isso foi mudando paulatinamente”, revela ele.

Hoje, os dois têm um relacionamento feliz e, inclusive, tiveram um filho.

Se você também está próximo do divórcio, participe da Terapia do Amor, na Universal, e descubra como pode salvar seu casamento.

“O segredo do sucesso para as pessoas que assistem às nossas palestras é vir nessas palestras, ouvir o que a gente fala e praticar. Se você falhar em um desses três acabou, não vai funcionar. Você tem que vir, ouvir e praticar”, afirma Renato.

Então venha, aprenda, coloque em prática e salve seu casamento. A próxima reunião acontecerá já na quinta-feira, na Universal mais próxima de você.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço: Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000