Dica para ler melhor a Bíblia

Da Redação (*) / Foto: Thinkstock

“(...) prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. ” Filipenses 3.14

Na leitura apressada da Bíblia, as palavras-chave são desperdiçadas, o que causa cansaço e perda de interesse, tornando a libertação ainda mais difícil. Ao meditar na Palavra de Deus, deve-se levar em conta o contexto e as palavras-chave. Vamos exercitar isso hoje.

Paulo tinha perfeita consciência da grandeza de ser filho de Deus. Con­siderou isso como a mais alta e mais excelente condição dos nascidos do Espírito. Ele investia todas as suas forças, todo o seu entendimento e toda a sua vida nessa fé. E confessou: “(...) prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3.14).

Soberana Vocação: Trata-se de alguém chamado, escolhido e regenerado (nascido de novo) para assumir a imagem do Altíssimo neste mundo. Somente o Autor da Vida e Autoridade Suprema dos Céus e do Universo tem poder para eleger a criatura inferior (ser humano) à condição de filho de Deus (superior).

Neste outro versículo, mais um termo chama atenção:

“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de proprie­dade exclusiva de Deus…” (I Pedro 2.9)

Raça eleita: É obra exclusiva do Espírito de Deus.

Infelizmente, nem todos os que têm confessado a fé cristã possuem o privilégio da soberana vocação e são considerados raça eleita. Contudo, os nascidos do Espírito de Deus, os que têm perseverado na fé para a conquis­ta do prêmio da condição de raça eleita, soberana vocação ou filho de Deus sabem que “temos, porém, Este Tesouro em vasos de barro, para que a Exce­lência do Poder seja de Deus, e não de nós” (2 Coríntios 4.7). Este tesouro é o próprio Espírito de Deus.

Ao meditar na Palavra de Deus, esteja atento aos termos principais.

Se você que aprender mais sobre esse tema, participe da Noite da Salvação, que acontece todas as quartas na Universal. Clique aqui para localizar o endereço de uma Igreja mais perto de você.

(*) Fonte: livro “O Pão Nosso para 365 dias”, do bispo Edir Macedo

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente