Conheça o novo projeto "Gladiadores do Altar"

Por Daniel Cruz / Foto: Cedida

Em frente ao Templo de Salomão, jovens fardados e alinhados batem continência em sincronia. Embora carreguem consigo a disciplina de militares, trata-se de outro tipo de soldado: aqueles que lutam em nome da Palavra de Deus.

Eles fazem parte do projeto chamado “Gladiadores do Altar”, que surgiu no final de ano passado e tem como objetivo preparar integrantes do grupo Força Jovem Universal (FJU) para colaborar no futuro como pastores. Participam dessa iniciativa jovens que são batizados nas águas e desejam auxiliar no desenvolvimento do trabalho da Universal. Para isso, são promovidas reuniões semanais que conduzem ao ensino teórico e prático sobre a importância da Obra de Deus, além da conscientização do real motivo pelo qual um “gladiador” deve saber servir às pessoas espiritualmente, ou seja, do mesmo modo que um soldado não se preocupa com os obstáculos enfrentados para servir a sua pátria. Os jovens também frequentam aulas de inglês e espanhol, caso sejam chamados a atuar no exterior algum dia.

Um desses rapazes é Anderson Silva, de 22 anos. No passado, ele trabalhou no tráfico e foi viciado em drogas – chegou a ter overdose. Hoje, ele vive uma nova realidade, resultado de um encontro com Deus. Por isso, agora seu desejo é ajudar as pessoas que enfrentam o mesmo problema que ele viveu. “Quero levar a Palavra de Deus e fazer discípulos onde Deus me levar, para que, assim como um dia eu fui transformado, muitas almas também sejam”, afirma.

Um exército contra o mal

Em cada Estado do País, os pastores responsáveis pelo grupo FJU assumem a responsabilidade de formar os bons “soldados”. O trabalho é intenso e valoriza a hierarquia e a disciplina. O projeto não acontece somente no Brasil, mas também em outros países em que a Universal está presente.

O bispo Marcello Brayner, responsável do grupo, explica que “o Força Jovem sempre foi um celeiro de homens do Altar. No entanto, por causa do rápido crescimento da igreja, observamos a necessidade de fazer algo a mais, trazendo o jovem para mais perto de nós, levando-os à disciplina e ao equilíbrio – afinal, Deus é o Senhor dos Exércitos. Daí a ideia dos gladiadores, ou seja, servos do seu senhor, servos do Senhor Jesus”.

Para fazer parte do projeto, a única exigência é ser batizado nas águas e ter o desejo e a disposição de servir a Deus, estar preparado para o que vier pela frente e ter o Altar como o único objetivo.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente