eb3c52f78ce3362254213324871c7984 A importância de se casar pelos motivos certos - Universal.org

A importância de se casar pelos motivos certos

Por Ana Carolina Cury/ Fotos: Cedidas

Há muitos motivos que levam as pessoas a se casarem. O que muitas não sabem é que se o intuito não é o de fazer o outro feliz e formar uma família, as razões estão erradas.

A maquiadora Taís Alves Ferreira Bugarin, de 24 anos, lembra que depois de um ano de namoro com o administrador Victor Brazil Bugarin, de 32 anos, decidiu aceitar o pedido de casamento para sair da casa de sua mãe.

“Quando eu o conheci, havia acabado de terminar um namoro, não estava preparada, mas quis dar uma chance para nós e ver no que daria. Nos casamos um ano depois de forma rápida demais, queria sair de onde morava, por não ter um bom relacionamento com meu padrasto”, lembra Taís.

Por ter se casado com um propósito errado, não demorou muito para os problemas, que poderiam ter visto antes, surgirem. “Os três primeiros anos foram muito complicados. Queria tudo do meu jeito, se ele não fizesse o que eu queria, eu o ignorava, parava de falar com ele. Em uma das discussões que tivemos, Victor me empurrou na parede, depois eu bati nele”, conta.

A separação

Cansado das infinitas brigas, Victor decidiu pedir o divórcio. “Eu não via mais jeito, por isso pedi a separação. Mas, ao mesmo tempo, não queria isso para nós e entrei em depressão. Foi horrível, porque a amava, só que não aguentava mais aquelas discussões”, diz.

Quando o companheiro pediu a separação, a jovem decidiu buscar ajuda e ir à Terapia do Amor. Taís soube das palestras, pois já assistia ao programa The Love School, exibido pela RecordTV, aos sábados, às 12h, com os apresentadores, também palestrantes da Terapia, Renato e Cristiane Cardoso. “No mesmo dia que ele falou para rompermos, fui à palestra. Cheguei lá em busca da restauração do meu casamento, mas aprendi que precisaria, antes, me restaurar como pessoa. Foi na Terapia do Amor que compreendi a importância de Deus para a vida e para os relacionamentos”, acrescenta a maquiadora.

Não demorou muito para ela convidar Victor. “Eu aceitei porque, no fundo, não queria a separação. Na Terapia do Amor, pude aprender que, antes de tudo, devo amar a Deus e a mim mesmo para poder amar outra pessoa, e que o relacionamento deve ser como um triângulo: Deus, marido e esposa. Fui mudando meu temperamento, deixei de ser emotivo demais e passei a fazer o papel do homem na relação”, observa.


Após aprenderem o real sentido do casamento, decidiram oficializar a união no altar, na Celebração de Casamentos, em 2017. Hoje, vivem uma relação transformada e revelam o segredo: “continuamos cuidando de nosso relacionamento e frequentando a Terapia do Amor, conclui Taís.

Vida amorosa

Para saber mais como resolver os problemas da vida amorosa, participe das palestras da Terapia do Amor, todas às quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaela Dias, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 2392-3372

Endereço: Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000