eb3c52f78ce3362254213324871c7984 7 lições de liderança do filme Nada a Perder - Universal.org

7 lições de liderança do filme Nada a Perder

Por Vanessa Lampert / Fotos: Divulgação

O bom líder, na Bíblia, servia a Deus e ao próximo. Com o passar dos anos, essa ideia ficou ultrapassada e o líder era visto como figura autoritária. Em 1970, Robert Greenleaf criou o termo “líder servidor”, retomando as ideias bíblicas. Esse conceito provou que funciona. O filme Nada a Perder mostra isso na prática e é dele que selecionamos sete lições valiosas para quem quer ser melhor, seja à frente de uma equipe, de uma igreja ou mesmo de sua família:

Não trabalhe para engrandecer o seu nome

A diferença entre o culto do pastor que buscava glória para si e o do jovem Edir Macedo é gritante. Enquanto um tentava parecer “importante”, o outro chama o povo para perto, unindo a todos pelo mesmo objetivo. Seu foco estava nas pessoas, não no título de pastor. O líder sabe que está ali para ajudar as pessoas a alcançar algo maior do que todos eles. Se precisar de cargo para isso, o próprio trabalho o levará a ter, mas não é esse o seu objetivo.

Acredite em si mesmo

O protagonista crê em Deus e em si mesmo. E crê também na Palavra que prega. Você já deve ter ouvido que para conseguir vender bem é preciso primeiro comprar a ideia do produto. Isso funciona para tudo na vida. Se acreditar em si mesmo e nas ideias que defende, conseguirá fazer com que outras pessoas acreditem.

Foque na missão


Desde o momento de sua conversão, o protagonista tinha o objetivo de ir pelo mundo pregar o Evangelho. Então, faz suas escolhas sempre pensando nessa missão, diz “não” a decisões que o afastem do objetivo e não se permite distrair por nada que o desvie. Esse é o segredo para se manter firme e vencer desafios.

Tire proveito das dificuldades


Ao olhar as adversidades por meio da fé, o Bispo tem excelentes ideias. Por exemplo, sofrer perseguição injusta pela mídia o fez perceber que o monopólio da comunicação era prejudicial. Então, teve a ideia de comprar a Record. No momento mais difícil, ensina a reagir bem: “muitas vezes temos que nos abaixar para saltar mais alto. É difícil, mas temos que confiar”. As dificuldades nos obrigam a tomar uma decisão. Ou nos vitimizamos e desistimos ou nos enchemos de fé e seguimos.

Seja honesto


Mesmo enquanto a igreja era pequena e não atraía atenção da mídia, ele fazia tudo corretamente. Assim, quando cresceu e ficou sob os holofotes da perseguição, ninguém encontrou irregularidade em suas contas. O líder trabalha dentro da lei. Sabe que precisa ser justo se quiser crescer com segurança. Faça certo desde o começo e evite dor de cabeça lá na frente.

Tenha uma fé prática


“Fé”, não como sinônimo de religião, mas sim no sentido bíblico, de “certeza” e “convicção”. O que impulsiona o personagem é a convicção de que Deus existe e que Sua Palavra é verdadeira. Essa certeza é vista em várias decisões aparentemente malucas que toma no filme.

A fé faz o líder ver o que mais ninguém vê. O jovem Edir acolhe com entusiasmo a oportunidade de pregar para poucos. Enquanto outros olhavam para as poltronas vazias, ele olhava para as poltronas ocupadas e fazia o melhor por aquelas pessoas. Muitos só veem o que não têm. Eternamente insatisfeitos, não valorizam o que receberam e, por isso, não avançam. Ele apreciava cada degrau. Onde todos viam dificuldades, ele via uma chance.

Não tenha nada a perder

O líder vai adiante desbravando locais desconhecidos. Por isso, ainda que sinta medo, ignora o medo. Sabe onde quer chegar e faz o que precisa ser feito. Liderar é atividade de risco, exige sacrifícios diários. Quem não tem nada a perder, não tem medo de sacrificar. Sabe que, quanto maiores as realizações, maior o sacrifício. Mas vale a pena. Sofremos com o protagonista, mas também colhemos com ele os frutos ao ver uma multidão sendo ajudada.

A lista não acaba aqui. O filme tem muitas outras lições de liderança — parei de contar na vigésima oitava — mas não caberiam no pequeno espaço deste artigo. Você pode conferir na próxima vez em que for ao cinema assistir a Nada a Perder. O longa não mostra a vida de um super-homem, mas sim de uma pessoa comum que venceu inúmeras dificuldades para alcançar seus objetivos. Alguém com quem qualquer um de nós pode se identificar e aprender.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaela Dias, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 2392-3372

Endereço: Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000