Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Projeto Raabe | 17 de julho de 2018 - 00:18


Curso Autoconhecimento: fiz e recomendo!

Conheça alguns relatos das alunas do Curso Autoconhecimento.

 

” Tudo me atingia!
Eu era uma pessoa triste, sem autoestima, pensava que não tinha valor algum, me mutilava e numa ocasião tentei tirar a minha própria vida… e tudo isso devido aos complexos que trazia comigo.
Foi dessa forma que iniciei o Curso do Autoconhecimento, pois não queria continuar sendo a mesma pessoa. Durante as aulas reconheci que o problema era carregar no presente as coisas que pertenciam somente ao passado.
Ao término do curso pude perceber que aquilo que antes me feria, hoje não fere mais. Desprendi-me daqueles complexos e posso dizer que sou uma mulher forte, feliz e acima de tudo livre.”
Jéssica Gonçalves, aluna do Curso Autoconhecimento, Projeto Raabe/RS

 

“Eu conheci o abuso e o abandono na minha infância.
Quando casei pensei que as coisas seriam diferentes, mas a realidade não foi bem assim. Tinha conflitos constantes, ao ponto de tentar o suicídio, e, como consequência, meu casamento chegou ao fim.

Através de um convite comecei a participar do Projeto Raabe e ali aprendi o valor do perdão.  A cada aula do curso, um novo aprendizado!

Minha família foi restaurada e hoje sou uma nova mulher.”
Lucimara, participante do Projeto Raabe Goias

 

 

 

 


reportar erro