Rede aleluia

Godllywood - Girls | 4 de novembro de 2019 - 00:00


O que os olhos não veem… Parte 1

“E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos…” Gênesis 3:6

Você já ouviu aquele ditado popular que diz: o que os olhos não veem o coração não sente? No versículo acima, podemos perceber que esse ditado é verdadeiro, pois enquanto Eva não viu a árvore, seus olhos (sua carne, seu eu) não desejaram comer do fruto, não desejaram pecar, porém ao ver a árvore e seus frutos, sem que ela percebesse, foram aguçados os seus sentidos, nesse momento Eva sequer pensou na ordem de Deus, só satisfez seu desejo e as consequências do seu pecado, você já sabe.

O mesmo acontece hoje com você! Sim, sabe como? Todas as vezes que você se dobra diante de coisas que o mundo apresenta, nessas horas você sequer se lembra de Deus e de tudo o que Ele tem lhe ensinado. Simplesmente você se deixa levar, fica horas nas redes sociais ou em canais etc.

Talvez você não saiba que tudo o que você assiste na TV, acessa na internet, séries, vídeos, músicas que ouve e canta, coisas que lê, têm um espirito. Sim, isso mesmo! O roteiro daquela série, vídeo, filme, desenho, foi escrito por alguém, inspirado por um espírito. Só há dois espíritos que podem inspirar as pessoas: o de Deus (O Espirito Santo) e o do diabo (os demônios), portanto aquelas cenas que lhe atraem tanto, têm o espirito de quem as inspirou.

Se você estiver assistindo algo do mundo, está recebendo o espirito do mundo, o do diabo. É a mais pura realidade, creia você ou não! Pois muitas meninas estão ficando perturbadas por perderem seu precioso tempo nessas coisas, pois estão sendo invadidas por esses espíritos. Guarde seus olhos e os seus ouvidos. Não veja, não ouça só porque ficou curiosa, ou só porque “todo mundo” está fazendo e comentando. Seja inteligente!

Continuaremos a falar sobre este assunto no post da quinta-feira. Fique atenta e não deixe de ler, pois ao final desta reflexão, certamente você será abençoada.

Que Deus abençoe a todas, até quinta.


  • Sandra Lages 


reportar erro