Rede aleluia
Daniela Dobroca – Dentista
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Daniela Dobroca – Dentista

Minha História

 

 

 

“Eu tinha um desejo enorme de ajudar as pessoas, de contribuir com a vida delas e sei que hoje eu consigo isso! ”

 

 

Lutei minha grande guerra

 

 Amar sua profissão pode ser o grande diferencial na vida de quem deseja ser bem-sucedido. E é isso o que acontece comigo, o que é normal quando se luta muito por uma conquista. Quando se vive em função de um desejo, valorizamos cada detalhe.

 

Quando comecei a faculdade, meu pai financiava meus estudos. Ele dava todo apoio simplesmente para me ver realizada profissionalmente. Assim são os meus pais! Amigos para qualquer hora, dispostos a dar a própria comida se preciso for, para que a filha amada fique bem. Eles são um presente de Deus!

 

 

 

Mas como a vida é cheia de altos e baixos, de repente a empresa dele faliu e eu fiquei sem chão. Todos nós ficamos, afinal, essa situação afetou a família toda.

 

Imagina você ter tudo e de uma hora para outra se deparar com perdas, com a cruel realidade de não ter mais seu meio de sustento, de progresso, de segurança. Algo desesperador! Logo pensei: e agora, o que vai ser dos meus estudos e da minha carreira? É nessa hora que o medo tenta nos abater e nos transformar em prisioneiros. São tantos pensamentos negativos que a situação parece ser pior do que realmente é.

 

E acho que foi aí que aprendi uma grande lição: nós somos o que pensamos. Se eu continuasse a alimentar tais pensamentos, com certeza teria parado no meio do caminho. Mas não! Eu enfrentei minha grande guerra e entendi que o momento difícil era apenas para me fazer lutar ainda mais para conquistar a vitória tão almejada.

 

 O que acontece na vida de quem tem fé é surpreendente. Em meu caminho surgiu uma pessoa muito especial, que, por acreditar em mim, se prontificou a dar continuidade na manutenção dos meus estudos. Mas eu também acreditava em mim.

 

 

 

E não poderia ser diferente: entreguei-me ainda mais, lutei, dediquei cada minuto do meu tempo e consegui. Hoje, para recompensá-los procuro me superar diariamente e sei que tanto essa grande amiga quanto meus pais sentem-se felizes e realizados com meu êxito.

 

Revivendo o passado

 

Existem aqueles que olham para trás porque permanecem presos ao passado. Comigo não é assim. Nunca me esqueço de onde vim e o que vivi, pois tudo isso me faz manter os pés no chão.  Sei o que é viver com dificuldades e dar a volta por cima. Já ouviu aquele ditado “aprenda a fazer do limão uma limonada”? Pois é isso aí!

 

Sou filha única de um casal de retirantes e tive uma infância humilde, mas também com muitos momentos bons e inesquecíveis. Foi na adolescência que decidi qual carreira seguiria, independentemente do sacrifício que teria de fazer. Havia um conhecido da minha família que tinha um consultório de odontologia e nas férias eu ia até lá para ajudar como voluntária.

 

Eu ajudava no trabalho com total dedicação e cada dia mais pegava gosto pela profissão! Ali eu me transformei na doutora Daniela Dobroca. Ainda não tinha uma formação, nem trabalho, nem consultório e muito menos pacientes. No entanto, dentro de mim já havia dado asas ao sonho.

 

Eu tinha um desejo enorme de ajudar as pessoas, de contribuir com a vida delas e sei que hoje eu consigo isso! Meu papel é proporcionar a elas autoestima, enaltecer a beleza, o sorriso e, principalmente, beneficiar a saúde delas. Eu sou dentista!

 

 

 

 

Precisamos pagar o preço

 

 Minha formação acadêmica teve duração de cinco anos. Fiz dois anos e meio de atualização e outros dois anos de especialização em ortodontia. Meu dia é muito intenso, diariamente atendo aproximadamente 20 pacientes, entre adultos e crianças. Se pelo aspecto físico não é fácil trabalhar diariamente até 10 horas, ao mesmo tempo é prazeroso e realizador ver o meu consultório, conviver com meus pacientes, que já se tornaram amigos, e voltar para casa no final de cada dia depois dessa correria.

 

Essa rotina já dura 11 anos e há seis atendo em consultório próprio. Tudo foi montado do meu jeito, cuidadosamente equipado pensando no bem-estar dos clientes e acompanhando as inovações tecnológicas. Exatamente como idealizei.

 

 

 

A maior e mais recente conquista foi meu casamento. É nele que encontro meu porto seguro. Preferi esperar pela pessoa certa para ter paz no amor e agora desfruto desse milagre. Isso mesmo: milagre!

 

É comum ouvir muitas pessoas insatisfeitas com a família, mas, para mim, ela é a base, o fundamento. Eu e meu esposo somos parceiros, amigos, namorados e conselheiros. Somos uma equipe que entra em campo todos os dias amparada em uma fé sempre ativa. Essa força para lutar, para olhar sempre adiante, para acreditar na realização foi uma conquista que obtive buscando a Deus na Universal.

 

Esse lugar, para o qual também já olhei com preconceito, é onde fui acolhida e recebida com amor e consideração. Cheguei de um jeito e hoje sou outra pessoa. Forte! Porque aprendi a acreditar em mim. Uma mulher feliz porque descobri como alcançar meus objetivos.

 

 

 

 

Eu sou a Daniela Dobroca. Tenho 36 anos. Sou empresária e dentista. Eu sou a Universal!