UNP: grupo auxilia familiares e amigos, após massacre em Altamira

Uma grande rebelião ocorreu no Pará, deixando 58 mortos


Por Daniel Cruz / Fotos: Cedidas

O grande muro cinza e gélido da penitenciária simboliza adequadamente o sentimento dos que aguardam notícias de familiares e amigos, ansiosamente, do lado de fora. Em letras pretas, há a identificação: “Centro de Recuperação Regional de Altamira”.

O local foi cenário de um terrível massacre, ocorrido no dia 29 de julho, no município paraense. Uma rebelião, que durou cinco horas, fez 58 mortos. Desse total, 16 morreram decapitados e os demais foram asfixiados por meio de um incêndio provocado. Todos eram internos. As informações são de que o confronto foi iniciado pelo Comando Classe A (CCA) contra membros do Comando Vermelho (CV). Por causa disso, 46 internos tiveram de ser transferidos.

Leia mais: Detentos temiam mortes em presídio no Pará, dizem familiares

Confira detalhes na reportagem abaixo, exibida pelo Jornal da Record:

Solidariedade do grupo UNP

Diante dessa situação, familiares e amigos dos internos se posicionaram em frente à penitenciária na expectativa de informações. Entretanto, o desespero tomou conta de muitos dos que estavam ali.

Por causa disso, o grupo Universal nos Presídios (UNP) armou uma tenda com água, alimentos, entre outros recursos para apoiar aquelas pessoas.

“É um local muito distante da área urbana de Altamira. Não tem alimento, não tem água, não tem comércio. As famílias estão desprovidas, aguardando informações. Tem pais, mães, esposas, amigos que esperam uma notícia. Mas, o grupo UNP está aqui, para prestar solidariedade para essas famílias e também para as forças de segurança”, esclareceu o Pastor Maurício Carraro, responsável pelo trabalho evangelístico na região, ao Universal.org, no dia do ocorrido. Ele estava acompanhado do Pastor Moisés Freitas do Carmo, responsável pelas atividades da UNP em Altamira.

Além disso, os integrantes oraram pelas pessoas e leram trechos bíblicos, com o intuito de transmitir consolo e ânimo. Também foram doadas Bíblias, com as anotações de fé do Bispo Edir Macedo, para orientação espiritual.

O secretário da pasta de Saúde do Estado (SESPA), Maurício Miranda do Nascimento,
que também estava presente, agradeceu o apoio dos integrantes da UNP.

“Hoje, nós estamos empenhados nesse trabalho. Parabenizo a Universal por, de imediato, ter dado assistência para as famílias. A SESPA também enviou médicos, enfermeiros e psicólogos para atender as famílias neste momento tão difícil”, disse.

Confira também, no vídeo abaixo, uma mensagem do coronel Dantas, que esteve na missão em Altamira:

No momento, tanto os voluntários do grupo UNP, quanto os profissionais da SESPA, então em frente ao Instituto Médico Legal (IML), localizado na região central de Altamira, dando continuidade ao apoio às famílias.

Universal nos Presídios

Você pode acompanhar as atualizações das atividades do grupo UNP pelo Brasil por meio da página oficial no Facebook ou pelo Universal.org.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

UNP: grupo auxilia familiares e amigos, após massacre em Altamira

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games