O erro que afasta Joana de Deus

A atriz Camila Mayrink conta quais são as principais atitudes que farão sua personagem sofrer em Jezabel


Por Ana Carolina Cury / Fotos: Edu Guedes

A macrossérie Jezabel, exibida na Record TV, tem ensinado os telespectadores a respeito da importância de crer no verdadeiro e único Deus. Os capítulos, baseados nos livros de Reis das Sagradas Escrituras, contam a história da princesa fenícia Jezabel (Lidi Lisboa) e sua união com o rei Acabe (André Bankoff), líder de Israel na época.

Jezabel é responsável por afastar o povo de Israel do Altíssimo e aproximá-lo da idolatria aos deuses pagãos. Má, sedutora e impiedosa, ela é a grande rival do profeta Elias (Iano Salomão). Elias faz parte do pequeno grupo de fiéis que se opõe aos atos da princesa fenícia e luta para que o povo se volte a Deus.

É importante ressaltar que, além dos ensinamentos bíblicos da trama, há condutas de personagens que se assemelham aos comportamentos da atualidade, sobretudo no meio cristão. Uma personagem que tem chamado atenção quanto a isso é Joana, interpretada pela atriz Camila Mayrink. Ela é israelita, serva do palácio e, além disso, é a filha mais velha de Obadias, papel vivido por Juan Alba, administrador do palácio e um homem íntegro e temente a Deus.

O problema de invejar o mundo alheio
Joana não gosta da vida que leva. Além de desdenhar do que aprendeu sobre a fé, é deslumbrada com o luxo e com a beleza de Jezabel e inveja a vida dos idólatras. “Acho que ela tem sentimentos confusos. Ela se perde no deslumbramento pelos fenícios, por causa da beleza e da riqueza deles. Pouco espiritualizada, ela acredita que o aspecto material lhe dará felicidade e contentamento. Ledo engano”, comenta a atriz, com exclusividade à Folha Universal.

Joana só se importa com a beleza exterior. “Ela não aprofundou sua relação com Deus como sua família fez, se preocupa muito com aparência, posses, riqueza e embarca com tudo nessas verdades que criou para si mesma. Acredito que isso a tenha distanciado de Deus e, em razão disso, ela escolhe não escutar nem obedecer aos ensinamentos do pai”, observa a atriz.

O que Joana não imagina é que as mulheres em que ela se espelha guardam um passado repleto de mágoas. Jezabel, por exemplo, perdeu a mãe cedo e culpa o pai, o rei Etbaal (Luciano Quirino), por isso. A marca da perda a atormenta constantemente. Então, toda força que ela aparenta é apenas uma farsa para mascarar a tristeza que carrega.

Esse tipo de conduta é extremamente comum atualmente. Hoje em dia, muitas mulheres cristãs invejam as que aparecem nas redes sociais, por exemplo, e desejam ser como elas. Mas, enquanto observam as fotos que mostram corpos deslumbrantes e viagens maravilhosas, nem imaginam que, por trás das telas, as influencers – como são chamadas – têm uma vida vazia e comportamentos que não condizem com a fé cristã.

Camila ressalta que a atitude de desejar viver a realidade de outra pessoa é um erro que se aprende no mundo on-line. “Infelizmente, nas redes sociais, as pessoas podem criar e expor uma vida fake (falsa) e vazia, levar outras a ficarem insatisfeitas e não valorizarem o que têm e desejarem algo que nem existe. Por isso, é importante cuidar do mundo interior e usar as redes sociais com consciência.”

No entanto esse cenário não está restrito apenas às redes sociais. Muitas mulheres cristãs querem seguir como modelo outras que não pensam como elas e agirem do mesmo modo que elas no trabalho, na escola ou na família, por exemplo.

 

Isso poderá trazer muitos prejuízos futuros a quem cresceu com os ensinamentos de Deus, teve estrutura familiar e conhecimento do que é certo ou errado, mas se sente inferior e inveja quem expressa os sentimentos por meio da sensualidade, da vaidade, da beleza ou do mau comportamento. Então, para não se prejudicar, compreenda que não é preciso conhecer o “mundo” para saber qual o comportamento adequado que você deve ter.

Viva a fé inteligente

Na macrossérie Jezabel, Joana tem uma trajetória difícil e surpreendente e sua história expõe a importância de viver a fé inteligente. Então, se você já conhece a Verdade, não se arrisque a fazer algo que pode comprometer sua vida eterna, porque nem sempre as consequências são remediáveis.

Uma pessoa não precisa bater a cabeça na parede, por exemplo, para compreender que aquela ação vai doer e lhe machucar. Você não precisa se afastar dos ensinamentos do Altíssimo para saber que essa atitude lhe trará péssimos resultados.

Aprenda que não é necessário ter beleza exterior, dinheiro e sucesso para ser feliz. O vazio interior não se preenche com nada que está do lado de fora. Ele é preenchido com a presença de Deus, com o Espírito Santo. Portanto, é preciso buscá-Lo de todo o teu coração, e de toda a tua força e de todo o teu entendimento.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O erro que afasta Joana de Deus

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games