Obras dos prédios que desabaram no Rio estavam embargadas

Prefeito Marcelo Crivella acompanhou o resgate das vítimas e disse que desabamento foi um drama tremendo


Por Da Redação / Fotos: Marcelo Piu

Na última sexta-feira (12), a cidade do Rio de Janeiro enfrentou mais um drama. Dois prédios desabaram na comunidade da Muzema, na zona oeste da capital fluminense.

Segundo a prefeitura, os edifícios estavam irregulares porque estão em uma APA (Área de Proteção Ambiental), onde são apenas permitidas edificações unifamiliares, ou seja, de casas. As obras estavam embargadas e interditadas desde novembro de 2018, quando, após a intervenção da Polícia Militar, fiscais conseguiram chegar ao local.

“Essas edificações estão num loteamento irregular. A prefeitura já tinha notificado, comunicou ao Ministério Público, tentou interditar, lançou diversas multas e infrações, mas infelizmente as obras continuaram. Fica uma lição: quando a prefeitura notificar, der os autos de interdição, não continuem as obras porque há risco de vida”, disse Crivella.

Até o momento, 16 pessoas morreram e os bombeiros trabalham com a estimativa de que ainda há 8 desaparecidos sob o que restou dos prédios. Durante o resgate, uma das vítimas, que estava sendo levada pelo corpo de bombeiros, estendeu a mão e agradeceu ao prefeito pelo apoio.

Alagamentos

No dia 8 de abril último, a capital do Rio de Janeiro sofreu alagamentos por causa da maior chuva enfrentada pela cidade, segundo o Alerta Rio, nos últimos 22 anos.

Só para exemplificar, em menos de 24 horas, foram mais de 300 milímetros de chuva que atingiu a cidade. Tradicionalmente, no mês de abril, chove menos da metade dessa quantidade.

O Jornal da Record, do dia 11 de abril, exibiu uma reportagem sobre a catástrofe. O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, também se pronunciou a respeito.

“Precisamos de muita parceria com o governo federal, com o governo do estado”, afirmou.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obras dos prédios que desabaram no Rio estavam embargadas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games