Sua geladeira pode ser morada de milhões de bactérias

Estudo mostra que falta de limpeza adequada facilita a proliferação de micro-organismos. Saiba como evitar problemas de saúde


Por Rê Campbell / Foto: iStock / Arte: Eder Santos

Muitas pessoas acreditam que o banheiro é o lugar da casa que mais acumula bactérias. Entretanto uma pesquisa comprovou que a geladeira também pode abrigar milhões de micro-organismos. O estudo analisou 40 partes das geladeiras e constatou a presença de 2 milhões de bactérias e mais de 44 mil bolores e leveduras.

“Essa quantidade é prejudicial até para pessoas saudáveis, que podem ter diarreia e vômito. Em crianças, idosos e pessoas com baixa imunidade, as complicações podem ser mais graves”, explica Rosana Siqueira, microbiologista e professora do curso de Biomedicina da UniMetrocamp, em Campinas (SP). “Temos que esclarecer que as bactérias fazem parte do nosso dia a dia, mas não podemos deixar que elas aumentem e prejudiquem nossa saúde.”

Entre os micro-organismos identificados estão as bactérias E. coli, S. aureus, K. pneumoniae, Acinetobacter e Candida albicans e C. krusei.

A contaminação da cozinha e da geladeira acontece de várias formas. Sacolas plásticas trazidas de feiras e supermercados podem levar bactérias para dentro da geladeira. Manipular produtos sem lavar as mãos também traz riscos. Além disso, a cozinha é um cômodo frequentado por várias pessoas e muitas vezes até animais de estimação circulam no local.

Mito
Ao contrário do que muitos imaginam, baixas temperaturas não matam bactérias, apenas diminuem a velocidade de duplicação delas, explica o biomédico Roberto Figueiredo, conhecido como Dr. Bactéria. “O leite longa vida, por exemplo, dura três meses com a caixa fechada. Entretanto, quando a caixa é aberta, é preciso armazenar na geladeira e consumir em cerca de três dias, pois a quantidade de bactérias cresce e pode estragá-lo.”

Além de higienizar bem as embalagens e produtos que chegam à cozinha, Figueiredo alerta que a geladeira não deve ficar aberta por longos períodos. “Muitas pessoas abrem a geladeira, ficam lá pensando e deixam a porta aberta por muito tempo. Com isso, a geladeira perde temperatura e os alimentos estragam mais rápido.”

Rosana destaca a importância da higiene pessoal para evitar que as bactérias prejudiquem a saúde. “Boa parte dos processos infecciosos, como intoxicação alimentar, tem origem na nossa casa e começam com a falta de higiene. O ideal é lavar as mãos ao chegar em casa. Não adianta limpar o ambiente e esquecer da higiene pessoal”.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Sua geladeira pode ser morada de milhões de bactérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games