Mortes por suicídio e overdose fazem expectativa de vida cair nos EUA

Essa situação pode ser evitada. Saiba como


Por Rafaella Rizzo / Foto: iStock

De 2016 para 2017, o número de mortes aumentou nos Estados Unidos. O que também fez baixar a expectativa de vida. É a primeira vez que esta última diminui desde a Primeira Guerra Mundial. Os responsáveis por esse quadro são o suicídio e a overdose pelo uso de drogas.

De acordo com dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) foram registradas 2,8 milhões de mortes em 2017 – 70 mil a mais do que no ano anterior. É o maior número de óbitos desde o início da contagem pelo governo, que acontece há mais de um século.

“Essas estatísticas são preocupantes, porque são um alerta. Estamos perdendo muitos americanos, muito cedo e com muita frequência, e as condições são evitáveis”, declarou Robert Redfield, diretor do CDC, em comunicado.

Dados publicados na revista médica “BMJ” mostram que o número de mortes por overdose e suicídio supera ao das registradas pela diabetes no país. O índice de óbitos devido ao suicídio e ao uso de drogas cresceu 80% no país desde 2000. E os mais atingidos são os homens. Eles abusam das drogas e comentem suicídio mais do que morrem por diabetes desde 2002.

Vale a pena viver

Na tentativa de fugir dos problemas, anestesiar dores psicológicas e emocionais, muitas pessoas se entregam às drogas. Ou, ainda, à ideia de acabar com a própria vida. Pensam que assim resolverão seus problemas. Mas, na verdade, entrarão em situações muito piores. A pior delas – e irreparável – é a morte da alma.

Quando você tem muita vontade de morrer, não vê sentido na vida, é porque a raiz dessa situação é espiritual. Dessa forma, ela não se resolve com ferramentas físicas, como remédios e terapias.

“Você que está sendo bombardeado por pensamentos de dar cabo à sua vida. Eu sei que, no fundo, você não quer isso! Você quer a solução dos seus problemas e um fim à sua dor, não é mesmo? Assim sendo, a fé pode lhe trazer agora esta solução, basta que você invoque ao SENHOR com todas as suas forças”, aconselha o Bispo Edir Macedo.

Tratamento para a Cura dos Vícios

Não permita que as drogas lhe oprimam. É possível colocar um fim ao sofrimento que o vício causa na vida de um indivíduo. Milhares de pessoas no mundo todo procuram pelo Tratamento para a Cura dos Vícios, a maior clínica para viciados no mundo. Sem internações, sem medicamentos e sem custos. Entenda melhor como ele funciona e vem mostrando resultado na vida de quem acredita no poder da fé e quer se libertar:

Se você não aceita mais o sofrimento de um familiar ou amigo, ou ainda deseja se libertar dos vícios, participe de um palestra. Em São Paulo, elas acontecem todos os domingos, às 15h e 18h. Na Avenida João Dias, 1.800, em Santo Amaro, zona sul da capital. Para participar desse mesmo encontro em outras regiões, no Brasil e em outros países, procure por uma Universal mais próxima de você.

Para outras informações, você pode acessar agora mesmo o site www.viciotemcura.com e entrar em contato diretamente com a equipe.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Mortes por suicídio e overdose fazem expectativa de vida cair nos EUA

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games