Você é vítima do “oba-oba” de início de ano?

Fevereiro já chegou e, com ele, os supostos culpados para que os planos de mudanças não sejam colocados em prática


Por Flavia Francellino / Foto: Fotolia

O grito de “adeus, ano velho e feliz ano novo” costuma escancarar as portas para a alta temporada de projetos e sonhos a serem escritos em agendas e planners. Entretanto, muita coisa anotada não sairá do papel nem para dar uma voltinha na esquina.

Fevereiro já chegou e, com ele, os supostos culpados para que os planos de mudanças não sejam colocados em prática: falta de tempo, vida atarefada, cuidados com o marido e os filhos. São poucas as mulheres que admitem que se acomodaram. Muitas estão amarradas ao pensamento de “o que tiver que ser, será” ou à ideia de “viver pela fé”, quando, na verdade, estão sentadas à espera de um milagre.

A Bíblia, no livro de Lucas (14.28-30), traz uma importante reflexão: “Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, dizendo: ‘Este homem começou a edificar e não pôde acabar’”. Nessa passagem bíblica entendemos o quanto é necessário ter organização e planejamento para a realização de sonhos e objetivos. Mas, além disso, é importante ter atitude. Só assim será possível tirar os planos do papel.

Causas
Um dos motivos de começar e não terminar o que se propõe é a falta foco e ter foco nada mais é do que saber dizer não a tudo o que pode nos distrair. Isso explica por que algumas perdem peso e conseguem “achá-lo” novamente (mesmo comendo “só” um mísero tabletinho de chocolate), por que começam um curso e não concluem e por que se matriculam na academia em janeiro e em março já estejam pensando em nunca aparecer mais por lá.

Análise
Não há mudança de hábito se não houver decisão própria. O ano de 2019 não vai passar de promessas vazias e do famoso “oba-oba” de início de ano se muitas não tomarem atitude, colocando em prática tudo o que se comprometeram a fazer.

Mas para a colunista do universal.org Núbia Siqueira nada deve ser feito “na empolgação”. É necessário que haja o real desejo e comprometimento em sair da zona de conforto e mudar. “Resoluções como ‘não vou passar mais horas nas redes sociais’, ‘não vou mais chegar atrasada’, ‘não vou gastar mais do que posso’ fracassam, pois, muitas vezes, são feitas ‘baseadas no entusiasmo, vazias de disciplina e do desejo real de mudança’”, comenta.

Escolhas
Vale traçar, para as metas colocadas no papel, tarefas a serem cumpridas mensal, semanal e diariamente. Se o seu desejo é fazer uma viagem, ter o próprio carro ou abrir o próprio negócio, que tal começar a fazer pesquisas, buscar referências e estabelecer prazos?

Quer ter uma versão muito melhor de si mesma neste ano? Por que não descobrir qual é o caimento ideal e a melhor cartela de cores de roupas para você? Vale experimentar novas combinações com o que tem no armário, por exemplo.

Você também pode desenvolver aquela habilidade que gostaria com maquiagem – algumas lojas oferecem serviços de consultoria, o que permite testar o que funciona para você.

Com os cabelos não é diferente. Não se iluda com o que viu no comercial de xampu e apenas foque na compra de produtos que realmente funcionem para o seu tipo de cabelo, textura e comprimento de seus fios.

Se deseja ter novos hábitos alimentares e uma vida mais saudável, comece, aos poucos, a introduzir alimentos mais naturais em suas receitas e evite os industrializados (ou seja, sódio, conservantes e corantes em excesso). Afinal, uma reeducação alimentar se estabelece degrau por degrau. Vale lembrar que colocar leite condensado na salada de frutas também não é muito saudável. Mas, com determinação, é possível fazer um novo 2019.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Você é vítima do “oba-oba” de início de ano?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games