Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra

A cena da mulher adúltera na novela Jesus levou os telespectadores a refletirem sobre o tema


Por Maiara Máximo / Fotos: Blad Meneghel

Uma das histórias mais conhecidas da Bíblia, mencionada no livro de João, capítulo 8, relata o julgamento da mulher adúltera. A passagem, de grande importância no contexto bíblico e que mostra questões como a infidelidade, o perdão, o julgamento e outros assuntos polêmicos, não poderia ficar fora da novela Jesus, da Record TV.

A atriz Manuela do Monte interpreta Laila, a mulher adúltera. Ela é filha do sacerdote e chefe da sinagoga em Nazaré, Efraim (Guilherme Lopes), e casada com Simão Fariseu (Rafael Sardão), homem de negócios que dá mais importância ao trabalho do que à família. Simão também maltrata a esposa psicologicamente e ela o trai com seu melhor amigo, Jairo (Felipe Cunha), sacerdote da sinagoga em Cafarnaum.

Recentemente, o público acompanhou as cenas do momento em que Simão Fariseu flagra a esposa discutindo com Jairo e lhe dizendo que não desejava mais se envolver com ele. Decepcionado e furioso, Simão arrasta Laila pelos cabelos para o centro da cidade, conta a todos que ela o traiu e os induz a apedrejá-la. Na época, a mulher que fosse flagrada em adultério deveria, pela lei, ser apedrejada até a morte.

Sabendo disso e com o desejo de confrontar Jesus (Dudu Azevedo), Caifás (Eucir de Souza), sacerdote do Templo de Jerusalém, decide levar Laila até Ele para ver o que o Mestre faria diante da mulher adúltera.

O apedrejamento
Ao ver Laila sendo arrastada pelo cunhado, Asisa (Ana Paula Tabalipa), sua irmã, se desespera. Enquanto isso, o povo, revoltado com a notícia, grita para que a lei seja cumprida e se prepara para o apedrejamento. Mas, para surpresa de todos, Jesus leva as pessoas a refletirem sobre seus próprios erros ao falar que quem não tivesse pecado que atirasse a primeira pedra.

Aprendizado
A cena rendeu muitos comentários nas redes sociais. O público ficou surpreso com a interpretação dos atores, que também se manifestaram em seus perfis no Instagram. Manuela do Monte, por exemplo, agradeceu à Record TV por permitir que ela fizesse parte de uma passagem bíblica tão linda e marcante. “Tenho um carinho especial por essa história e por esse ensinamento de Jesus. É um convite à reflexão que Jesus, com sutileza e maestria nas palavras, fez àquelas pessoas. Ele mais uma vez afirmou sua mensagem de amor e igualdade. Essas cenas foram as mais fortes e intensas que tive a oportunidade de desempenhar em toda a minha trajetória como atriz. Gratidão
infinita”, conclui.

Já Rafael Sardão relatou que cenas desse tipo tendem a esgotar as forças dos atores, mas que é realmente uma doação de energia sem igual. “Durante as gravações de toda a sequência do apedrejamento de Laila, sentimos o esgotamento, a dor, a raiva a agressão em nossas peles.” Ele também agradeceu a oportunidade à Record TV, aos colegas de cena e ao diretor da trama, Edgard Miranda, pela parceria.

O livro de João, no capítulo 8, dos versículos 1 ao 11, traz a história da mulher adúltera.
“…E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas.”

Ao questionarem Jesus quanto ao que ele faria, Ele respondeu: “… E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra”.

Todos na mesma hora largaram as pedras deixando apenas Jesus e a mulher.

“E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.”

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games