Escola de Mães: voluntárias promovem ação em hospital de Teresina, no Piauí

Mais de 300 pessoas foram alcançadas. Veja como foi


Por Da Redação / Fotos: Cedidas pelo grupo Escola de Mães de Teresina

Na manhã do dia 29 de janeiro último, voluntárias do grupo Escola de Mães se uniram pela primeira vez em uma ação no Hospital Infantil Lucídio Portella, região central de Teresina, no estado do Piauí.

Leia mais: Você conhece a Escola de Mães?

Mais de 300 pessoas foram alcançadas em toda a unidade, inclusive nos leitos. Na oportunidade, as voluntárias ofereceram apoio e um ombro amigo aos pais. Além disso, no dia, elas também aproveitaram para divulgar o trabalho realizado pelo grupo Escola de Mães e da importância de os pais lutarem pelos filhos e aprenderem a serem melhores.

De acordo com a coordenadora do grupo no estado, Luciana Mendes, uma ação como essa é importante porque muitos pais se desesperam diante dos problemas e, muitas vezes, não sabem a quem recorrer. Assim, o programa se colocou à disposição para dar o suporte emocional nesse momento difícil.

As ações do grupo têm sido bastante elogiadas por quem presencia. “O trabalho desenvolvido pela Escola de Mães nos hospitais é imprescindível. Auxilia na qualidade de vida e bem-estar dos pacientes, familiares e funcionários. Além disso, promove acolhimento, alegria, palavras de incentivos e conforto. E não apenas isso. As ações também contribuem positivamente para a superação de um momento tão difícil e delicado com mais facilidade”, comentou Lidiane Ribeiro,  assistente social da rede hospitalar de Teresina.

Além de ouvir palavras de conforto, a iniciativa das voluntárias também se estendeu a um café da manhã especial para pais e filhos. A mesa preparada pelo grupo ficou à disposição de todos que estavam ali aguardando para serem atendidos, proporcionando momentos de interação entre todos.

Dor dos pais

Segundo a psicoterapeuta Cristina Calvi Veloso, enfrentar a doença com um filho é algo muito perturbador para os pais, porque eles têm uma rotina estruturada e, de repente, muda tudo. “Há um abalo emocional muito grande que atinge tanto a mãe, como o pai, mas, principalmente, a mãe por ser quem gerou a criança”, completa ela.

A psicoterapeuta ressalta ainda sobre a importância do apoio emocional aos pais, para que eles tenham forças de lidar com essa situação.

“Os pais ficam ao lado da criança, acompanhando o tempo todo o tratamento, mas eles também precisam de apoio, até mais do que as crianças. A criança já tem o apoio da instituição, mas geralmente, as instituições não oferecem esse apoio à família”, finaliza ela.

Para saber mais sobre as ações que a Escola de Mães promove, clique aqui. Você também pode se tornar um voluntário da Universal. Localize aqui o endereço de uma igreja mais próxima de sua casa e se informe com o pastor.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Escola de Mães: voluntárias promovem ação em hospital de Teresina, no Piauí

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games