Você está ouvindo bem?

Não procrastine o cuidado da sua saúde auditiva


Por Katherine Rivas / Foto: Fotolia

Pelo fato de não ser foco de atenção da maioria das pessoas, a saúde auditiva é um aspecto negligenciado no cotidiano. O otorrinolaringologista Fausto Nakandakari, do Hospital Sírio-Libanês, explica que a exposição constante a barulhos intensos no trabalho, no transporte ou no lazer pode afetar a audição e elevar o risco de uma perda auditiva permanente.

É comum considerarmos que os únicos causadores de lesões auditivas são os barulhos extremamente fortes. No entanto Nakandakari afirma que o dano auditivo é proporcional à intensidade (volume) e à continuidade (tempo) a que somos expostos aos fatores de risco. “Se uma pessoa vai a um show, por exemplo, estará exposta a um barulho intenso, mas não é isso que prejudicará sua audição, mas o tempo de exposição. O uso constante de fones de ouvido pode ser mais prejudicial ainda”, adverte.

Quanto maior a reincidência ao barulho, mais nocivos serão os impactos à nossa audição. Já quanto menor o volume, mais tempo pode-se ficar exposto a ele. Por exemplo, não se deve ficar exposto sem proteção a uma britadeira com intensidade de 120 decibéis – unidade que mede o volume – por mais de oito minutos por dia. “Existe um limite aceitável de exposição de duas horas diárias a 90 decibéis”, exemplifica o especialista.

Além do cuidado com a exposição a barulhos intensos, Nakandakari recomenda ficar de olho em hábitos que podem ser muito mais nocivos do que imaginamos (confira no boxe abaixo).

De olho
Cuidar da nossa audição não é algo tão complexo, mas é importante ficar atento aos sinais de anormalidade. “Caso perceba que não está ouvindo bem, se costuma ter dores e zumbidos no ouvido, escuta barulhos inexplicáveis de apito ou que lembrem cachoeira, apresenta sintomas de labirintite ou excesso de secreção no local, procure um otorrinolaringologista”, alerta.

Para quem trabalha exposto a ruídos permanentes, o especialista esclarece que é obrigação da empresa fornecer equipamentos auriculares de proteção individual, mas aconselha ainda que seja feito o exame de audiometria a cada seis meses. “Se você trabalha em um ambiente com muito barulho, quando sair da empresa, evite usar fones de ouvido”, recomenda.

Mas, caso você já sofra de doenças do ouvido ou infecções crônicas, como otites, redobre a atenção porque esses problemas podem já estar afetando sua capacidade auditiva. Durante uma consulta médica, o especialista vai avaliar se os danos auditivos são consequência de uma rolha de cera apenas ou se realmente trata-se de uma infecção.

Hábitos Nocivos

  • Fones de ouvido: modere o uso. O cérebro consegue distinguir o barulho de uma máquina do de uma música, mas é importante lembrar que ouvir música em volume elevado todos os dias é prejudicial
  • Cotonetes: podem provocar vários problemas no ouvido, como formação de bolas de cera, machucados no tímpano, feridas ou infecções. Para fazer a limpeza, prefira passar um pano macio e úmido, fazer a lavagem com seringa ou procure um especialista
  • Alimentação: alguns alimentos em excesso também podem causar perda auditiva. São eles: café, chás (preto e mate), chocolates, refrigerantes, energéticos, massas e açúcares

 

 

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Você está ouvindo bem?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games