“Parecia que eu estava apenas vagando no mundo”

Maristela se automutilava e usava drogas para tentar se livrar dos sintomas da depressão


Por Camila Dantas / Fotos: Miguel Brandão/MIDIA FJU e Cedidas

Maristela Sant’Ana Oliveira, de 23 anos (foto acima), carregou em sua adolescência um grande vazio interior. A sensação de estar sempre sozinha, mesmo que estivesse com muitos amigos à sua volta, era constante. “Aos 13 anos comecei a apresentar sintomas de depressão. Eu chorava muito, não comia direito, não queria mais sair de casa e me via no fundo do poço. Era algo que me sufocava e eu só queria me livrar daquilo”.

Em busca de paz interior, ela aceitou o convite de amigos para conhecer as drogas e o álcool. “Usei maconha e cocaína por quase três anos. Além das drogas, cheguei a ponto de entrar em coma alcoólico. Naquele momento, eu já não via sentido em mais nada. Parecia que eu estava apenas vagando no mundo”, relembra.

Frustrada por não encontrar a paz que tanto procurava, Maristela passou a se automutilar. Ela começou a fazer pequenos cortes nos braços. Quando se deu conta, já estava fazendo cortes profundos nos tendões. Segundo Maristela, apesar de saber que aquilo era ruim, ela tinha uma sensação de prazer momentânea. “Vivia um êxtase por alguns minutos e depois já vinha o sentimento de culpa, de incapacidade e de fraqueza. Fiz isso várias vezes, além de tentar o suicídio tomando veneno”, conta Maristela.

O convívio com a família, que antes era normal, se tornou difícil, já que Maristela tinha que se esconder das pessoas mais próximas para que elas não vissem as marcas nos seus braços e a questionassem. “Depois que eu comecei a usar drogas e a me mutilar, me afastei de todos e dos meus pais para evitar julgamentos”, declara.

Graças a um convite, a jovem conheceu o trabalho realizado pela Força Jovem Universal (FJU). Diferentemente do que faziam muitas pessoas e muitos lugares, Maristela conta que encontrou ajuda e não julgamentos ao chegar à Universal. “Tive um encontro com Deus, ao conhecer o Senhor Jesus, e foi a maior e melhor experiência do mundo.”

Depois que a jovem conheceu a Verdadeira Paz, ela não precisou mais consumir bebidas alcoólicas e drogas e não tem mais desejo de se cortar. Hoje ela afirma que seu interior foi totalmente preenchido com o amor de Deus. “O que Deus fez na minha vida foi um verdadeiro milagre. Para muitos eu não tinha nenhuma perspectiva de vida, mas Ele não me viu assim”.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Parecia que eu estava apenas vagando no mundo”

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games