Conheça o trabalho da Universal no Suriname

Desde 2009 o país recebeu a Universal de braços abertos. Saiba mais


Por Redação (*) / Fotos: Cedidas

O Suriname é o menor país da América do Sul. Muitos o conhecem pelo nome de Guyana Holandesa. Isso mesmo, o Suriname foi uma colônia holandesa no passado.

O país obteve sua independência do Reino dos Países Baixos em 25 de novembro de 1975. Desde então, enfrentou vários momentos difíceis, incluindo golpes de Estado e guerrilhas.

Hoje, o clima é de paz nas principais ruas do país. A violência existente não se compara à realidade, por exemplo, das cidades brasileiras.

A língua oficial e principal continua sendo o holandês. O Sranan Tongo, Saramaccans e Taki-Taki também são muito usados no interior do país, principalmente em vilarejos mais distantes.

O Suriname conta com uma mistura de culturas e povos entre seus mais de 550 mil habitantes. São índios, javaneses, indianos, creolos e até mesmo chineses que fazem parte dessa mistura cultural.

A Universal

Presente no país desde 2009, a Universal vem realizando um trabalho muito importante junto aos mais necessitados. “Há muitos conflitos familiares. A maioria das mulheres sofreu algum tipo de abuso na infância. O desemprego também é grande devido à crise que o país enfrenta. Mas o maior problema é o espiritual. Há muitas pessoas que veem vultos dentro de casa, no trabalho e até na escola”, conta o Pastor Bruno Dantas, responsável pelo trabalho da Universal no país.

Atualmente, a Universal conta com oito igrejas e 11 núcleos de oração. Inclusive, possui uma igreja para brasileiros, onde os cultos são realizados em português. Estima-se que mais de 15 mil brasileiros vivam no país, dos quais a maioria vislumbra uma chance no garimpo de ouro.

Trabalho intenso

Assim como em outras partes do mundo, a Universal tem intensificado seu trabalho também no Suriname. Os voluntários visitam hospitais, asilos, orfanatos, vilarejos indígenas e áreas carentes. Todas as ações com o intuito de levar esperança e fé para os habitantes do país.

Só para exemplificar, em dezembro passado, foi realizado o Saiba Dizer Não (Zeg Gewoon Nee em holandês). O evento foi promovido pelo grupo Força Jovem Universal (FJU) local e reuniu cerca de 500 jovens.

O grupo Godllywood também marca presença, tendo acontecido recentemente sua primeira graduação. Há outros grupos ativos no país, a exemplo do Calebe, da Escola de Mães, Universal nos Presídios (UNP) e o UniSocial.

“Muitos deixam o Brasil e vêm para o Suriname por causa das minas de ouro. Nós, porém, enxergamos aqui minas de almas”, diz o Pastor Bruno.

Ele lembra ainda que quando um pastor chega ao Suriname, o primeiro grande desafio é aprender a língua. O trabalho dos núcleos de oração também é fundamental já que o transporte, muitas vezes, pode ser escasso em diversos horários.

Testemunho de mudança

O senhor Ramsoebder Jhauw é um empresário conhecido no Suriname. Conforme explica, quando chegou à Universal estava com a vida destruída devido às enfermidades e dívidas contraídas.

“Eu tinha uma sacola cheia de remédios e dívidas astronômicas. Como eu achava que não tinha mais jeito, pensava em me enforcar. Eu andava até mesmo com uma corda no porta-malas do carro”, revela ele, que já pagou mais de dois milhões de dólares americanos da dívida e foi completamente curado das doenças que tinha.

“Hoje eu não tenho mais vontade de morrer. Quero viver e servir ao meu Deus”, conclui o empresário.

A Universal no Suriname está localizada na Rua Neumanpad, 26, na capital Paramaribo.

(*) Com informações da Universal do Suriname

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Conheça o trabalho da Universal no Suriname

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games